Últimas Notícias

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA DE CANINDÉ SERÁ APRESENTADO EM BRASÍLIA.


PROJETO PREMIADO SE TORNARÁ REFERÊNCIA PARA OUTROS MUNICÍPIOS DO PAÍS.

Um Projeto desenvolvido no Município de Canindé, ’’Saúde sexual de adolescentes’’ e, que tornou-se referência para o Brasil, será apresentado em Brasília pela Prefeita da cidade Rozário Ximenes, Secretária da Educação Infantil e Fundamental Arleise Matos, que irá, representando a colega, Islayne Ramos, da Saúde, a Coordenadora do Projeto Programa Saúde na Escola, Hudinéia Pereira, e a aluna Ana Cristina da Escola Carlos Jereissati, deverão viajar, quinta feira (20), à Brasília, visando a apresentação de experiências exitosas de Projeto Premiado do Município.

A exibição será no 3º Laboratório de Inovação na Saúde de Adolescentes e Jovens, biênio 2017/2018, fruto da parceria entre o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana da Saúde.

Dos 184 Municípios do Estado do Ceará, apenas 3 foram premiados: Canindé. Fortaleza, Sobral.

No caso de Canindé, o Projeto foi: Jovem e Adolescente Não Combina com Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS)  Cuida de Si e do Outro.

 Agora, as experiências do Projeto de Canindé serão levadas para outros municípios brasileiros.

Instituído em 2007 pelo Decreto Presidencial nº 6.286, e, fruto do esforço do Governo Federal em construir políticas intersetoriais para a melhoria da qualidade de vida da população brasileira, o Programa Saúde na Escola (PSE), é um espaço privilegiado para as práticas de promoção de saúde e de prevenção de agravos e de doenças, contribuindo para o fortalecimento do desenvolvimento integral e propiciando à comunidade escolar o enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens brasileiros.


Sua gestão é centrada em ações compartilhadas e corresponsáveis (pactuadas em termo de compromisso), desenvolvidas por meio dos Grupos de Trabalho Intersetoriais (GTIs), numa construção em que tanto o planejamento quanto a execução das ações são realizados coletivamente de forma a atender às necessidades e demandas locais mediante análises e avaliações construídas intersetorialmente. 

Em nível federal, a coordenação é compartilhada entre os Ministérios da Saúde e da Educação, no âmbito do Departamento de Atenção Básica, da Secretaria de Atenção à Saúde, e do Departamento de Currículos, da Secretaria de Educação Básica (dos Ministérios da Saúde e da Educação, respectivamente).

‘’O Programa Saúde na Escola (PSE), política intersetorial da Saúde e da Educação, foi instituído em 2007. As políticas de saúde e educação voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública brasileira se unem para promover saúde e educação integral’’, observa a Prefeita Rozário Ximenes. 

Já Islaine Ramos da Secretaria de Saúde, explica que a articulação intersetorial das redes públicas de saúde e de educação e das demais redes sociais para o desenvolvimento das ações do PSE implica mais do que ofertas de serviços num mesmo território, pois deve propiciar a sustentabilidade das ações a partir da conformação de redes de corresponsabilidade. Implica colocar em questão: como esses serviços estão se relacionando? Qual o padrão comunicacional estabelecido entre as diferentes equipes e serviços? Que modelos de atenção e de gestão estão sendo produzidos nesses serviços? 

‘’A articulação entre Escola e Rede Básica de Saúde é à base do Programa Saúde na Escola. O PSE é uma estratégia de integração da saúde e educação para o desenvolvimento da cidadania e da qualificação das políticas públicas brasileiras. Sua sustentabilidade e qualidade dependem de todos nós’’, concluiu a Secretária de Educação Arleise Matos. 

Fotos de Derir Martins

Texto: Antônio Carlos Alves

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Canindé



Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias