Últimas Notícias

Vice-governadoria, Canindé e mais 18 municípios assinam acordo de cooperação para criação de núcleos de mediação escolar.


Queiroz Neto - Fotos

A vice-governadora Izolda Cela assinou o Termo de Cooperação para Implantação de Núcleos de Mediação Escolar em 19 municípios das regiões do Sertão de Crateús, Inhamuns, Canindé e Sertão Central. O acordo foi firmado no II Encontro da Educação Emancipadora e Cultura de Paz, realizado no município de Novo Oriente, nesta quarta-feira (13).

O termo de cooperação é uma parceria entre a Vice-Governadoria, Ministério Público Estadual, a Secretaria da Educação do Ceará, a organização internacional WeWorld e os municípios de Quixeramobim, Madalena, Boa Viagem, Ipueiras, Ipaporanga, Poranga, Nova Russas, Tamboril, Ararendá, Novo Oriente, Monsenhor Tabosa, Independência, Pedra Branca, Milhã, Solonópole, Deputado Irapuan Pinheiro, Piquet Carneiro, Mombaça e Quiterianópolis.

“Queremos comprometer a todos na melhoria do projeto educacional das crianças. Reconhecemos o efeito das práticas de mediação, mediação de conflitos, das práticas ligadas a uma metodologia da construção de uma cultura de paz, e uma educação que contribua para o respeito ao outro. Precisamos reduzir, cada vez mais, os indicadores perversos relacionados à violência e outros tipos de agravos. E, com o que for debatido aqui, temos a certeza que vão contribuir no âmbito da escola e isso é necessário para uma escola melhor”, destacou Izolda Cela.

Para o secretário da Educação do Ceará, Rogers Mendes, a cultura de paz é também papel da escola. Entendemos que a educação plena e integral precisa ser expandida para além do que a escola tradicional faz. Esse seminário tem uma agenda necessária, pois na tradição brasileira a escola tem que cuidar apenas do pensamento cognitivo, porém, acreditamos que as relações entre os cidadãos têm que ser papel da escola, que uma cultura de paz tem que ser educada e trabalhada na escola”.
O promotor de justiça Hugo Mendonça, do Centro de Apoio Operacional das Promotorias da Infância e Juventude do Ceará (CAOPIJ), destacou a participação e o papel do Ministério Público no apoio e fortalecimento da mediação nas escolas. “O conflito é inerente do ser humano e devemos ter como meta ensinar todos, começando pelos mais jovens, a lidar com os conflitos que virão. Assim se constrói uma cultura de paz, pois, ensinamos a vivenciar o conflito, experienciar e dele se retirar pacificamente”.

Participaram do evento o secretário adjunto da Vice-governadoria, Domenico Abbate, a coordenadora de Mediação, Justiça Restaurativa e Cultura de Paz da Vice-governadoria, Cristiane Holanda, prefeitos e secretários de educação dos municípios da região e técnicos da Seduc.

Núcleos de Mediação Escolar

Queiroz Neto - Fotos

Atualmente, o Ceará possui 21 municípios que já instalaram ou estão em processo de implantação dos Núcleos de Mediação Escolar em sua rede de ensino municipal. A assinatura é a continuidade do projeto de implementação da Mediação Escolar no Ceará, que teve início em 2017, e foi firmado pelos municípios de Maracanaú, Caucaia, Brejo Santo, Icó, Tauá, Quixadá, Juazeiro do Norte, Itapajé, Acaraú, Canindé, Baturité, Beberibe, Camocim, Tianguá, Sobral, Russas, Jaguaribe, Cratéus, Senador Pompeu, Tauá, Iguatu, Crato e Brejo Santo.

A diretora da EEEP Eudes Veras, Carla Melo, afirma que as escolas têm como ponto inicial a criação do projeto professor diretor de turma. “Quando a então secretária Izolda Cela implantou tanto a educação profissional, como o programa dos diretores de turma, nasceu essa proposta forte da cultura de paz nas escolas, e, com a assinatura desse termo, são 19 municípios que se comprometem a fortalecer, não só nas escolas, mas em todas as instituições do município a proposta da mediação”.
De acordo com a presidente da WeWorld no Brasil, Mônica Bonadiman, a força de todos os  parceiros, em uma proposta em conjunto, tende a fortalecer cada vez mais uma proposta de paz. “Para nós é muito satisfatório ver tantas pessoas se juntando para um objetivo comum. Todos queremos uma escola melhor, de qualidade, sem violência, com uma educação contextualizada, que saiba dialogar com o território, que saiba dialogar com os recursos que este território oferece e que saiba respeitar sobretudo as pessoas que nele moram, com muita dignidade e com muita força”.

Desde 2016, a Vice-Governadoria do Estado do Ceará e a We World firmaram um Termo de Cooperação Interinstitucional com o fim de contribuir para o desenvolvimento do projeto “Plataforma Marco Zero: a questão de gênero e da Educação Emancipadora para uma nova política pública da Educação do Ceará”. Este projeto visa contribuir para a qualificação do sistema educacional como política pública prioritária.



Assessoria de Comunicação - Governo do Estado do Ceará.


PORTAL C4 NOTÍCIAS - CREDIBILIDADE E COMPRIMISSO.

Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias