Últimas Notícias

GOVERNO DE CANINDE ADERE PROGRAMA PARA VALORIZAR ESPÉCIES NATIVAS.


A Secretaria da Agricultura e Recursos Hídricos de Canindé em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Ceará – EMATERCE, desenvolve projeto de revitalização da mata nativa dos Sertões de Canindé.

O objetivo é recuperar a mata ciliar de uma área de 3.218,4km2 existente no Município, assegurando assim a preservação da flora e fortalecendo a fauna. De acordo com o Secretário Roberto Lopes a parceria faz parte do Programa lançado pelo Governador Camilo Santana que traz como slogan: ‘’Conhecer para preservar’’

Segundo o Secretário funciona em consonância com o Programa de Valorização das Espécies Vegetais Nativas, Lei Estadual 16.002/2016, assinada pelo governador Camilo Santana, foram publicadas no Diário Oficial do Estado as instruções normativas 01/2018 e 02/201. A primeira orienta os gestores de viveiros públicos sobre a não produção de espécies exóticas invasoras e a seguinte, lista espécies nativas recomendadas para ações de florestamento e reflorestamento no Ceará.


Serão plantadas em todo o Estado 170 mil mudas de aroeira, angico, cana fistula, ipê, pau branco e sabiá como plantas nativas e as exóticas acácia, cedro e mogno.

O objetivo é estimular o uso de espécies nativas em projetos de plantios de árvores, para formar florestas, arborização urbana e paisagismo, bem como orientar gestores de viveiros públicos municipais quanto a produção das mesmas em oposição à produção das exóticas e das exóticas invasoras. Estas, danosas ao ecossistema no qual foram indevidamente inseridas.
Segundo o secretário do Meio Ambiente, Artur Bruno, o Programa de Valorização das Espécies Vegetais Nativas “estimula e incentiva os municípios cearenses a elaborarem os seus planos de arborização utilizando e valorizados as espécies vegetais nativas, evitando as exóticas invasoras, como aconteceu em passado recente”.


Um marco

Para Dóris Santos, da Coordenadoria de Biodiversidade, “pela primeira vez” um instrumento normativo deste tipo é publicado. “É um marco na história do ambientalíssimo no Ceará”, disse. As instruções normativas foram elaborados e serão atualizados periodicamente pelo Grupo de Trabalho Multiparticipativo (GTM), instituído por meio do Decreto Estadual Nº 32.146 de 27 de janeiro de 2017 e composto por 14 instituições públicas responsáveis por avaliar, elaborar e implementar o Projeto de Florestamento, Reflorestamento e Educação Ambiental no Estado do Ceará.

Fotos e texto de Antônio Carlos Alves.


Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias