Canindé

[Canindé][bleft]

Regional

[Regional][twocolumns]

EXCLUSIVO: CANINDÉ COMEMORA CANONIZAÇÃO DE SÃO FRANCISCO.

 

O Santuário de São Francisco das Chagas em Canindé comemorou no último domingo dia 16 de julho, por ocasião da santa missa dos romeiros celebrada na Gruta de Nossa Senhora de Lurdes, às 9hs, por Frei Jurandir Caetano os 789 anos da canonização do homem mais importante do mundo. São Francisco que nasceu no dia 5 de julho de 1182 na Itália e era filho de um comerciante de nome Pietro di Bernardone dei Mariconi e de sua espoca Pica Bourlemont, que tinha origens francesas. Este ano, foram completados 835 anos de seu nascimento. Francisco morreu no dia 03 de outubro de 1226, há exatos 791 anos. Ele faleceu aos 44 anos. Dois anos após a morte do Santo de Assis, o papa Gregório IX elevou Francisco à honra dos altares, declarando oficialmente o que todos já aclamavam: que a radicalidade evangélica daquele jovem sonhador era digna de veneração e de imitação por parte de todos os cristãos, no dia 16 de julho de 1228.

São Francisco foi considerado o santo do milênio, o espírita mais evoluído do mundo, o único homem que imitou Jesus Cristo. A imagem exposta no altar mor chegou a Canindé em 1796, a mesma data do antigo santuário 221 anos.

A festa do padroeiro em 2017 completa 259 anos das origens e devoção do Santo do Sertão, São Francisco.


ENTENDA O CASO DA CANONIZAÇÃO.

Relembramos este importante acontecimento, percorrendo a narração do primeiro hagiógrafo de São Francisco, frei Tomás de Celano, em seu escrito preparado justamente por ocasião da canonização.

A chegada do papa Gregório IX a Assis foi um júbilo para toda a região, a cidade encheu-se de exultação, as turbas celebraram grandes festas, e o dia claro ficou ainda mais luminoso com os novos luminares. Correram todos ao seu encontro e fizeram vigílias solenes. Saiu ao seu encontro o grupo piedoso dos pobres frades, e todos cantavam para o Cristo do Senhor belos cânticos. Chegou o Vigário de Cristo e, logo que apeou, saudou com alegre reverência o sepulcro de São Francisco. Suspirou, bateu no peito, chorou e Inclinou sua cabeça sagrada com a maior devoção.
Fez-se então uma reunião solene para tratar da canonização do santo, e se reuniu muitas vezes a egrégia comissão dos cardeais para cuidar do assunto. Vieram de toda parte muitas pessoas que tinham sido livradas de seus achaques pelo santo, e uma multidão enorme de milagres começou a brilhar: São provados, verificados, ouvidos, aceitos.

(...) Chegou o dia solene, para sempre memorável, estendendo a mais sublime comemoração não só a todos os países, mas até as habitações celestes. Foram convocados os bispos, vieram os abades e chegaram prelados da Igreja dos lugares mais distantes. Havia reis presentes e se reuniu uma nobre multidão de condes e cavalheiros. Acompanhava todo o senhor de todo o mundo e entraram com ele na cidade de Assis em esplendorosa pompa. Chegaram ao local preparado para o solene acontecimento e lá se uniram ao santo Papa todos os cardeais, bispos e abades. Houve grande ocorrência de sacerdotes e clérigos, reuniu-se um grupo sagrado e feliz de religiosos, esteve presente o hábito mais recatado do véu sagrado, juntou-se a maior turba de povos e uma multidão quase inumerável de homens e mulheres. Pessoas de todas as idades se fizeram animadamente presentes a essa reunião tão importante. Estavam lá o pequeno e o grande, o servo e o livre.



Presidia o Sumo Pontífice, esposo da Igreja de Cristo, cercado pela variedade de tantos filhos, com a coroa de glória em sua cabeça, sinal expresso da santidade. Estava ornado com os paramentos pontificais e revestido das vestes de santidade, com faixas bordadas a ouro e pedras preciosas. Estava o Cristo do Senhor dourado na magnificência da glória, coberto de pedras brilhantes e preciosas, chamava a atenção de todos. Rodeavam-no os cardeais e bispos, ornados com os adereços mais esplêndidos e refulgindo de brancura, dando uma ideia da beleza celeste e representando a alegria dos glorificados. O povo inteiro aguardava a voz do gáudio, a voz da alegria, a voz nova, a voz cheia de toda doçura, a voz do louvor, a voz da bênção perpétua. O Papa Gregório pregou primeiro a todo o povo, e com afeição e voz sonora anunciou as mensagens de Deus. Louvou também o santo pai Francisco com um sermão muito nobre, relembrou sua conversão e proclamou sua simplicidade banhado em lágrimas. (...) Clamou depois o Papa em voz alta e, estendendo as mãos para o céu, disse: “Para louvor e glória do onipotente Deus Pai, Filho e Espírito Santo, da gloriosa virgem Maria, dos santos apóstolos Pedro e Paulo, para honra da gloriosa Igreja Romana, venerando na terra o bem-aventurado pai Francisco, a quem Deus glorificou no céu, tendo ouvido o conselho de nossos Irmãos e de outros prelados, decretamos que ele seja incluído no catálogo dos santos e que sua festa seja celebrada no dia de sua morte”.

Imediatamente começaram os reverendos cardeais, com o senhor Papa, a cantar em alta voz o Te Deum laudamus. Juntou-se depois o clamor de todo aquele povo, louvando a Deus. (...) Finalmente, desceu de seu trono elevado o feliz Papa Gregório e entrou no santuário pela escada inferior, para oferecer os votos e sacrifícios. Beijou com alegria a tumba que encerrava o corpo sagrado e dedicado ao Senhor. Ofereceu e multiplicou as preces, celebrou os mistérios sagrados. Rodeava-o a coroa dos Irmãos, louvando, adorando e bendizendo a Deus onipotente, que realizou portentos em toda a terra. O povo Inteiro repetia os louvores de Deus e em honra da Trindade excelsa rendeu graças a São Francisco. Amém. Isso tudo aconteceu na cidade de Assis, no segundo ano do pontificado do Senhor Papa Gregório IX, a 16 de julho de 1228.



FOTOS E TEXTO DE ANTONIO CARLOS ALVES
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias


Prefeitura

[Prefeitura][grids]

Ceará

[Ceará][list]

Nacional

[Nacional][bsummary]

Plantão Policial

[plantão policial][threecolumns]