Canindé

[Canindé][bleft]

Regional

[Regional][twocolumns]

Canindé poderá ganhar sala de cinema até o fim do próximo ano

Segundo a Secult, os novos cinemas serão integrados à rede estadual de exibição, que conta, por exemplo, com o Cineteatro São Luiz ( Foto: Érika Fonseca )

Dez municípios do Interior do Ceará deverão ter seus primeiros cinemas até o fim do próximo ano. O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), já iniciou a abertura das licitações que deverão somar o montante de R$ 32 milhões, com recursos federais e estaduais. Apesar do procedimento para a construção dos equipamentos já ter sido iniciado com o lançamento de algumas licitações, ainda não há definições específicas sobre como deverá ser feito o gerenciamento desses cinemas.

A ideia é que - respeitando as diretrizes do programa federal Brasil de Todas as Telas, que prevê as obras - o Estado e as prefeituras definam o modelo mais adequado de gestão, sem excluir a possibilidade de participação da iniciativa privada. As licitações para construção dos cinemas de Aquiraz, Canindé, Crato, Iguatu e Cedro já têm data para acontecer. Além destas cidades, Amontada, Crateús, Itaitinga, São Benedito e Tauá também deverão ser contempladas.

A construção de cinemas em municípios que não contam com esse tipo de equipamento cultural é uma iniciativa da Agência Nacional de Cinema (Ancine), por meio da Lei 12.599/2012, que define o programa Cinema Perto de Você. A justificativa para a política é a concentração exagerada de salas de cinema nos grandes centros urbanos do País, em prejuízo às populações de pequenas e médias cidades do Interior, especialmente nas regiões Norte e Nordeste.

Investimentos

Foi nessa perspectiva que a Secult formalizou os termos de participação no programa, com o intuito de construir dez complexos de cinema, com duas salas em cada um deles. Para isso, o Estado investirá R$ 12 milhões, além dos R$ 20 milhões da União. Os recursos serão aplicados para atender a uma própria demanda do Ceará, que hoje conta com cinemas em apenas seis de suas 184 cidades. Com o programa, a quantidade de salas de cinema crescerá 40% no Estado, saltando de 29 para 49. A proposta é que as próprias prefeituras cedam os terrenos para a construção dos cinemas.

Os recursos, porém, contemplam apenas a construção dos equipamentos. Assim, caberá aos governos desenvolver estratégias para a manutenção.

O Diário do Nordeste procurou o secretário da Cultura do Ceará, Fabiano Piúba, para saber detalhes sobre o modelo de administração dos equipamentos e as estratégias para a manutenção, mas a assessoria de imprensa da pasta argumentou dificuldade de conciliar a agenda do gestor e preferiu responder as indagações feitas formalmente, em nome da Secretaria.

Conforme explica a Secult, o Projeto Cinema da Cidade foi criado pela Ancine para suprir a carência desse tipo de equipamento em municípios brasileiros com mais de 20 mil e menos de 100 mil habitantes. Questionada sobre como manter esses cinemas fortes nas pequenas cidades, a pasta alega que estudos mercadológicos realizados pela Ancine antes de lançar o programa apontam a existência de público e a viabilidade econômica dos cinemas nos municípios.

A Secretaria ainda adianta que a ideia é integrar os complexos municipais à rede estadual de exibição audiovisual, que já conta com o Cineteatro São Luiz e os cinemas do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza. Sobre a decisão de aplicar R$ 12 milhões de recursos estaduais especificamente na exibição audiovisual por meio da construção de cinemas, a Secult diz que se deu pela "oportunidade de investimento por meio de programa próprio da Ancine".

A pasta ainda salienta que a ação não exclui investimentos em outras linguagens. Sobre elas, informa o órgão, há convênio com o Ministério da Cultura para investimento de R$ 2,5 milhões (R$ 2 milhões do Governo Federal e R$ 500 mil do Governo do Estado) para modernização de 53 bibliotecas públicas municipais e, ainda, para a instalação de setor braile.

Construção

32

Milhões devem custear a construção dos cinemas. Deste valor, R$ 12 milhões são investimento do Estado. Os outros R$ 20 milhões são da União.

Por Beatriz Jucá/Diário do Nordeste. 
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias


Prefeitura

[Prefeitura][grids]

Ceará

[Ceará][list]

Nacional

[Nacional][bsummary]

Plantão Policial

[plantão policial][threecolumns]