Últimas Notícias

SENADO APROVA PEC DA VAQUEJADA E TEXTO SEGUE PARA CÂMARA.


Após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em outubro do ano passado contra a prática, Senado aprovou nesta terça-feira (14) a PEC que autoriza a realização de vaquejadas e rodeios (Aprovada em dois turnos de votação por ampla maioria dos senadores, a PEC agora segue para a Câmara dos Deputados).

O Senado aprovou nesta terça-feira (14) uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que busca permitir a realização das vaquejadas, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) contra a prática. O texto foi aprovado em dois turnos de votação pela a ampla maioria dos senadores, que se revezaram em plenário para defender o esporte. Agora, a PEC segue para a Câmara dos Deputados.

 A PEC 50/2016 muda o artigo 225 da Constituição, que trata do meio ambiente, para descaracterizar a prática de crueldade associada ao esporte. O texto foi apresentado em outubro de 2016, logo após a decisão do STF. No julgamento de ação do Ministério Público contra a lei que regulamentava as vaquejadas no Ceará, o relator, ministro Marco Aurélio, considerou haver “crueldade intrínseca” contra os animais.

O texto prevê que não serão consideradas cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais previstas na Constituição e registradas como integrantes do patrimônio cultural brasileiro. A condição para isso é de que sejam regulamentadas em lei específica que garanta o bem-estar dos animais.

Em Canindé, muitos adeptos do esporte comemoram a primeira vitória. ‘’É um reconhecimento pelo que o vaqueiro e a vaquejada representam para o sertão nordestino’’, enfatizou Romildo Rocha.


Com informações da Assessoria do Senado Federal

Fotos de Antônio Carlos Alves

Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias