Últimas Notícias

FÉ E DEVOÇÃO: CANINDÉ COMEMORA 800 ANOS DO PERDÃO DE ASSIS.


Canindé, no Sertão do Ceará, é uma cidade que exemplifica como poucas a persistência de Francisco e sua força de fé o ano inteiro. Canindé conhecida com ‘’ASSIS BRASILEIRA’’, título dado pelo pároco e reitor do santuário Frei Marconi Lins, é um centro de devoção do povo nordestino, conhecido internacionalmente por realizar a maior romaria franciscana das Américas e a segunda maior festa em homenagem ao santo no mundo.

A Cidade que completou no dia 29 de julho 170 anos de história, respira fé e devoção comemora amanhã 02 de agosto os 800 anos do Perdão de Assis.

De acordo com a Igreja Católica, no dia 2 de agosto, em todas as igrejas franciscanas é celebrado o Perdão de Assis, ou, a Indulgência da Porciúncula. A origem desta graça está ligada à história da pequena Porciúncula, dentro da Basílica de Santa Maria dos Anjos, em Assis, de São Francisco e da Ordem Franciscana.

A Paróquia celebra às 9h do dia 02 de agosto Missa no Mosteiro do Santíssimo Sacramento das Irmãs Clarissas. 17h Caminhada Mariana saindo da Igreja de Nossa Senhora das Dores para Basílica e apresentação sobre a Indulgência do Perdão de Assis. 19h Missa Festiva do Perdão de Assis na Basílica de São Francisco, transmitida pela REDE VIDA de Televisão, e o lançamento Oficial do Cartaz da Festa de São Francisco 2016.


No templo Sagrado, a maior relíquia da cidade, funcionários dão os últimos retoques na pintura da Basílica para receber os romeiros do Santo que virão reverenciar o homem que imitou Jesus Cristo.

Segundo o testemunho de Bartolomeu de Pisa, a origem da Indulgência da Porciúncula se deu assim:

O Pároco e Reitor do Santuário Frei Marconi Lins, em entrevista exclusivanarra como aconteceu o Perdão de Assis. ‘’Uma noite, do ano do Senhor de 1216, Francisco estava compenetrado na oração e na contemplação na igrejinha da Porciúncula, perto de Assis, quando, repentinamente, a igrejinha ficou repleta de uma vivíssima luz e Francisco viu sobre o altar o Cristo e à sua direita a sua Mãe Santíssima, circundados de uma multidão de anjos. Francisco, em silêncio e com a face por terra, adorou a seu Senhor’’, explica o frei.
Perguntaram-lhe, então, o que ele desejava para a salvação das almas. A resposta de Francisco foi imediata: “Santíssimo Pai, mesmo que eu seja um mísero pecador, te peço, que, a todos quantos arrependidos e confessados, virão a visitar esta igreja, lhes conceda amplo e generoso perdão, com uma completa remissão de todas as culpas”.

O Senhor lhe disse: “Ó Irmão Francisco, aquilo que pedes é grande, de coisas maiores és digno e coisas maiores terão: acolho, portanto o teu pedido, mas com a condição de que tu peças esta indulgência, da parte minha, ao meu Vigário na terra (Papa)”.


E imediatamente, Francisco se apresentou ao Pontífice Honório III que, naqueles dias encontrava-se em Perusia e com candura lhe narrou a visão que teve. O Papa o escutou com atenção e, depois de alguns esclarecimentos, deu a sua aprovação e disse: “Por quantos anos queres esta indulgência”? Francisco, destacadamente respondeu-lhe: “Pai santo, não peço por anos, mas por almas”.

E feliz, se dirigiu à porta, mas o Pontífice o reconvocou: “Como, não queres nenhum documento”? E Francisco respondeu-lhe: “Santo Pai, de Deus, Ele cuidará de manifestar a obra sua; eu não tenho necessidade de algum documento. Esta carta deve ser a Santíssima Virgem Maria, Cristo o Escrivão e os Anjos as testemunhas”.

E poucos dias mais tarde, junto aos Bispos da Úmbria, ao povo reunido na Porciúncula, Francisco anunciou a indulgência plenária e disse entre lágrimas: “Irmãos meus, quero mandar-vos todos ao paraíso!”.
 
O PERDÃO.

No dia 02 de agosto de cada ano (12 horas do dia 1º de agosto até às 24 horas do dia 02), pode-se adquirir a Indulgência Plenária, com as seguintes condições:
 
# Visitando uma Igreja Paroquial onde se reza o Credo, para afirmar a própria identidade cristã; e o Pai Nosso, para afirmar a própria dignidade de filhos de Deus recebida no Batismo.
 
# Confissão Sacramental para estar em graça de Deus (oito dias antes ou depois)
 
# Participação na Missa e comunhão eucarística.
 
# Uma oração nas intenções do Papa. A Indulgência só pode ser lucrada uma vez.
 
Fotos e texto de Antônio Carlos Alves

Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias