Últimas Notícias

PRESERVAÇÃO: PROJETO BIOMA CAATINGA TEM DIA DE CAMPO EM IBARETAMA.


Cerca de 200 pessoas, entre produtores rurais das cidades de Canindé, Ibaretama, Quixadá, Quixeramobim, Madalena, Jaguaretama, Paramoti, General Sampaio, e técnicos de vários órgãos, instituições estaduais e municipais, alunos do Instituto Federal de Educação de Quixadá – onde foram produzidas as mudas do projeto, participaram do primeiro dia de campo do Bioma Caatinga, localizado na Fazenda Triunfo, no Município de Ibaretama. O dia de campo teve por finalidade mostrar os resultados iniciais de pesquisas com árvores nativas e exóticas. Os plantios foram planejados considerando sempre a distribuição de Áreas de Reserva Legal, Áreas de Preservação Ambiental, assim como Áreas de Sistemas Produtivos da propriedade.

Envolve a preservação dos recursos hídricos, o aproveitamento da árvore, assim como o uso social e econômico de bens madeiráveis e não madeiráveis, que possam trazer benefícios à propriedade rural. O dia de Campo foi promovido pela Embrapa, pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (FAEC) e SEBRAE.

A área de 30 hectares da Fazenda Triunfo foi dividida em cinco estações temáticas onde equipes fizeram um rodízio e, no final, todas receberam as informações técnicas repassadas pelos pesquisadores, sobre os experimentos em execução. Foram visitadas as estações temáticas do sistema produtivo, de demonstração do uso de hidrogel, mudas e controle de formigas, Área de Preservação Permanente, Área de Reserva Legal e recuperação de área degradada. Este projeto de pesquisa sobre o Bioma Caatinga, segundo Lucio Alberto Pereira, Coordenador Regional, deverá ser encerrado em 2018, mas já apresenta resultados importantes e que hoje são objetos de doutorado e mestrado de vários pesquisadores, dada a ampla variação de temas pesquisados, todos destinados a inserção da árvore na propriedade rural, sempre observando a obediência à legislação ambiental.

O coordenador nacional do Projeto Biomas, Gustavo Ribas Cúrcio, da Embrapa Floresta destacou que as pesquisas além de darem atenção ao sistema da produção de árvores, investem expressivamente em soluções técnicas para restauração de APP’s e RL’s. ‘’Como pesquisador agente sentia a necessidade de internalizar uma pesquisa sobre a árvore, pois vivemos em um país onde existe a maior diversidade florestal do mundo, sem esquecer que a árvore esta e estará sempre presente dentro da propriedade rural’’, argumentou Gustavo.

O presidente da FAEC Flávio Viriato de Saboya Neto, que representou no ato o presidente da CNA, João Martins da Silva lembrou que o Projeto Biomas hoje desenvolvido em seis regiões do país, teve início no auge das discussões acerca do Código Florestal, no ano de 2009, quando as opiniões estavam bastante polarizadas entre produção e preservação ambiental. Nesse contexto, a CNA e a Embrapa, entenderam que precisavam agregar argumentos técnicos e científicos que produzissem o embasamento técnico requerido. Como resultado dessa parceria é que hoje, estamos aqui para participar do primeiro dia de campo do Projeto Bioma Caatinga, que considero um dia histórico para todos nós que vivenciamos a caatinga, disse Flávio Saboya.


Francelino Gomes Filho, um dos proprietários da fazenda Triunfo, que cedeu parte da área para as pesquisas, está entusiasmado com os resultados obtidos pelo projeto Bioma Caatinga e o que ele já trouxe de positivo para a sua propriedade e para todos os Municípios ao seu redor, criando uma nova cultura de implantação de árvores e de preservação ambiental. “Na minha visão, o que achei de mais positivo foram às pesquisas feitas com o sabiá e com os bancos de proteínas como a leucena e a glicerídeo”. Eu pretendo implantar imediatamente esses dois estudos já comprovados, em dois a três hectares em nossa propriedade, afirmou Francelino.



Fotos de Antônio Carlos Alves

Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias