08 junho 2016

FLOR DO SERTÃO FAZ APRESENTAÇÃO NO ALTO GUARAMIRANGA.


Durante o lançamento do projeto do Orçamento Participativo para 2017-2020, onde a Prefeitura de Canindé vai ouvir a população, um espetáculo a parte. A Quadrilha ‘’FLOR DO SERTÃO’’, do coreografo Cláudio Barreto que há 25 anos participa das festas juninas Nordeste afora. Com 44 componentes e seis membros de apoio a Flor do Sertão dançou e encantou o público que tinha com expectador o prefeito da cidade Celso Crisóstomo.

Um fato que chama a atenção é que a Quadrilha desenvolve um projeto de inclusão social. No grupo tem um jovem surdo e mudo, mas que tira essas diferenças com o respeito e o carinho que ganha dos colegas. 

Durante apresentação homenagens a romaria de São Francisco das Chagas de Canindé, onde o marrom, terços, peças de madeira que simbolizam os ex-votos tomam conta dos brincantes e fortalecem a fé e religiosidade de nossa gente.

Existem duas explicações para a origem do termo "festa junina". A primeira explica que surgiu em função das festividades, principalmente religiosas, que ocorriam, e ainda ocorrem, durante o mês de junho. Estas festas eram, e ainda são em homenagem a três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio. Outra versão diz que o nome desta festa tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem apenas a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina.

De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial(época em que o Brasil foi colonizado e governado por Portugal).

Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio à dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo à dança de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha. 

Todos estes elementos culturais foram com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas. 



Antônio Carlos Alves
Fotos de João Paullos

0 comentários:

Postar um comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias

Copyright © C4 - Notícias de Canindé | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top