Últimas Notícias

DANILO FORTE DEFENDE TRANSPOSIÇÃO E PERENIZAÇÃO PARA O VALE DO CURU.


O Deputado Federal Danilo Forte na visita a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Canindé na noite de Quarta-feira, dia 22 de junho, durante seu discurso defendeu o Projeto de perenização do abastecimento potável nos Municípios que compõem o Vale do Curu e cidades dos Sertões de Canindé.

A proposta do parlamentar é levar água do açude Castanhão, reservatório que está construído na cidade de Jaguaribara, sobre o leito do rio Jaguaribe, até o Vale do Curu. Para tanto explica que as águas do açude Gavião, em Pacajús, que já recebe carga do Castanhão através do Eixão das Águas, sejam levadas até o Distrito de Sítios Novos em Caucaia, e de lá até o açude de General Sampaio, garantindo o abastecimento humano perenizado. O parlamentar ainda não divulgou uma perspectiva de quanto custaria essa obra.

A Bacia hidrográfica do Curu tem uma área de drenagem de 8.534 km², correspondente a 5,76% do território cearense, sendo o seu principal afluente o rio Canindé, que se encontra na margem direita e drena praticamente todo quadrante sudoeste da bacia; pela margem esquerda, destaca-se o rio Caxitoré, abrangendo a parte centro-oeste do Estado. Esta bacia é composta por 15 municípios e apresenta uma capacidade de acumulação de águas superficiais de 1.068.355.000 m³ num total de 13 açudes públicos gerenciados pela COGERH.

Apuiarés, Canindé, Caridade, General Sampaio, Irauçuba, Itapajé Itatira, Paracuru, Paraipaba, Paramoti, Pentecoste, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu, Tejuçuoca e Umirim, formam o número de cidades que compõem a bacia.

O Vale do Curu foi o que mais sofreu com essas estiagens, principalmente o Município de Canindé. ‘’Precisamos abrir os debates com a Companhia de Gerenciamento dos Recursos Hídricos - COGERH e o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas - DNOCS. Faz-se necessário esse entendimento, não podemos mais ficar de braços cruzados esperando apenas pela vontade divina’’, ressalta o Deputado Danilo Forte.

“Apesar de haver cenários distintos em cada Município sobre a integração das bacias hidrográficas, é importante que haja uma articulação de forma solidária entre a União e os Estado”, afirmou durante Encontro em Canindé o Deputado.


O Prefeito de Canindé Celso Crisóstomo presente a solenidade lembrou da luta para manter a adutora de General Sampaio em funcionamento atendendo a demanda de Canindé. ‘’Estamos num esforço muito grande para não prejudicar o abastecimento da sede. Quero agradecer em público a força de vontade dos técnicos do Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE em não deixar a cidade entrar em colapso’’, reconheceu Celso.

TRANSPOSIÇÃO DO SÃO FRANCISCO SERIA UM FORTE ALIDADO NO PROJETO.

O secretário dos Recursos Hídricos do Ceará, Francisco José Coelho Teixeira, lembrou que a transposição do Rio São Francisco, seria um forte aliado no projeto do Deputado Federal Danilo Forte. ‘’Não é só a obra de infraestrutura. “Daí a riqueza do projeto, se a ele for incorporado um componente de gestão e socioambiental, que representa R$ 1 bilhão em investimento. Uma das vertentes é a revitalização das bacias hidrográficas”, entre elas a Bacia do Curu’’, disse.

Para dar sustentabilidade ao projeto, Teixeira defendeu uma cota fixa de água para cada estado, arbitrada de acordo com o critério populacional. No entanto, segundo ele, ainda não há consenso sobre como será feito o pagamento da água recebida da transposição. Em sua opinião, os estados deveriam negociar um “preço ótimo”, para que o projeto também seja financeiramente sustentável.

Danilo disse que esse é o momento de pensar grande o preço da água será definido pelo custo total por demanda, e será cobrado do consumidor final. Outra questão, segundo ele, é a água usada na agricultura. “As águas acumuladas nas barragens poderão ser destinadas aos sistemas de irrigação, dessa forma cria-se um modelo sustentável”, finalizou.

A situação dos açudes de Canindé hoje é a seguinte: O Sousa com capacidade para 30 milhões e 840 mil metros cúbicos tem apenas 0,09% de seu volume total.

O segundo maior reservatório o São Matheus com capacidade para 10 milhões e 330 mil metros cúbicos se encontra com apenas 0,48% da capacidade.

O Salão com 6 milhões e 40 mil metros cúbicos tem apenas 1.81% do total. O Escuridão com 2 milhões e 720 mil metros cúbicos estar com 2,49%.

O General Sampaio que vem salvando a região com os serviços de transposição através da adutora tem capacidade para 322 milhões e 200 mil metros cúbicos, mas hoje 3,04% se encontram armazenados.
Fotos e texto de Antônio Carlos Alves

Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias