Canindé

[Canindé][bleft]

Regional

[Regional][twocolumns]

LUZ PARA TODOS: PROGRAMA É PRORROGADO ATÉ 2018


Um programa que tem o objetivo de levar energia elétrica a 228 mil famílias do meio rural, foi prorrogado até 2018.

A Luz para Todos atendeu até novembro de 2015 3.184.946 famílias, beneficiando cerca de 15,3 milhões de pessoas. Os investimentos contratados superam R$ 22,7 bilhões, com recursos de R$ 16,8 bilhões do governo federal.

Criado em novembro de 2003, o Programa visa acabar com a exclusão elétrica no País e promover acesso à eletricidade, gratuitamente.

A iniciativa é coordenada pelo Ministério de Minas e Energia, operacionalizado pela Eletrobrás e executado pelas concessionárias de energia elétrica e cooperativas de eletrificação rural em parceria com os governos estaduais.

Promover o acesso de famílias residentes em áreas rurais à energia elétrica, de forma gratuita, acabando com a exclusão elétrica no país, através das extensões de rede, implantação de sistemas isolados e realização de ligações domiciliares O Programa tem priorizado os beneficiários do Programa Brasil sem Miséria, escolas rurais, quilombolas, indígenas, assentamentos, ribeirinhos, pequenos agricultores, famílias em reservas extrativistas, afetadas por empreendimentos do setor elétrico e poços de água comunitários.

PROGRAMA VAI BENEFICIAR MAIS DE UM MILHÃO DE BRASILEIROS.


Programa atenderá prioritariamente comunidades rurais das regiões Norte e Nordeste e já ultrapassou a meta com mais de 15,5 milhões beneficiários desde o lançamento, em 2003.

Entre 2015 e 2018, a nova fase do Programa Luz para Todos pretende beneficiar mais de um milhão de pessoas localizadas principalmente nas regiões Norte e Nordeste. Ao longo da execução do programa, novas famílias sem energia elétrica em casa foram localizadas. Com esse aumento da demanda. O Luz para Todos foi prorrogado até 2018 pela presidenta Dilma Rousseff, quando ainda estava no poder por meio do decreto nº 8.387/2014.

Nesta nova etapa, o programa continuará oferecendo acesso gratuito à energia elétrica para parcela da população localizada em zonas rurais. O principal desafio é acabar com a exclusão elétrica no Brasil.

Para os analistas o programa lançado em 2003,  e a chegada da energia representa uma revolução para milhares de famílias brasileiras, gerando desenvolvimento, emprego e renda. "A energia elétrica leva o conforto ao lar. É a possibilidade de a família ter utensílios domésticos", explica sobre o programa coordenado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) em parceria com a Eletrobrás e as concessionárias de energia elétrica e cooperativas de eletrificação rural. 

A chegada da energia elétrica facilita a integração dos programas sociais do governo federal, além do acesso a serviços de saúde, educação (possibilita estudar à noite), abastecimento de água e saneamento. "A energia elétrica é o vetor principal de desenvolvimento", afirma Farias.

De acordo com o mapa da exclusão elétrica do Brasil, as famílias sem acesso à energia estão majoritariamente nas localidades de menor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e nas famílias de baixa renda. Cerca de 90% delas têm renda inferior a três salários-mínimos. No Ceará, cidades como Canindé, Caridade, Itatira, Paramoti, Madalena, Boa Viagem, General Sampaio, Apuiarés, Tejuçuoca, Aratuba, Capistrano de Abreu, Choró, tem suas áreas rurais iluminadas pelo programa que gera cidadania e resgata a dignidade de famílias que antes viviam sobre a luz da lamparina.

Até o final de 2016, a previsão é levar energia elétrica para mais 312 mil pessoas (78 mil famílias) provenientes das zonas rurais. Só no primeiro quadrimestre deste ano, 53,6 mil brasileiros já foram atendidos pela iniciativa em 16 estados: Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe, São Paulo e Tocantins. 

Em Canindé, o morador da Comunidade de Jurema Josué Tavares, disse que a chegada da luz elétrica, vai lhe proporcionar um fato novo. Não é beber água gelada, o que eu sempre sonhei, é poder ver o rosto dos seus filhos quando eles estiverem dormindo.

Fotos e texto de Antônio Carlos Alves
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias


Prefeitura

[Prefeitura][grids]

Ceará

[Ceará][list]

Nacional

[Nacional][bsummary]

Plantão Policial

[plantão policial][threecolumns]