15 fevereiro 2016

PARÓQUIA DE SÃO FRANCISCO DE CANINDÉ LANÇA CAMPANHA DA FRATERNIDADE.


Com o tema “Casa Comum, Nossa Responsabilidade”, a igreja católica de Canindé, lançou na santa missa de ontem, a Campanha da Fraternidade de 2016. O foco está no saneamento básico, com o objetivo de assegurar o direito de todos a este serviço, com políticas públicas e atitudes responsáveis que possam garantir a integridade e saúde das pessoas.

Durante o lançamento, Frei Marconi destacou a participação das igrejas cristãs que abraçaram esta quarta campanha da fraternidade ecumênica.

“A igreja Católica quer debater que precisamos zelar pela casa comum, que é o nosso planeta. Olhando nosso planeta, temos percebido muita destruição e desprezo a esta casa. O nosso planeta é como a nossa casa, se a gente descuida, há a desorganização e com certeza não conseguiríamos ficar dentro de casa. Não podemos fazer do nosso planeta, da nossa casa comum um desleixo”, frisou o pároco.

Ele fez um comparativo muito interessante: ‘’quando se veste uma camisa e coloca o botão no lugar errado, o resto fica desajeitado. Assim é o nosso planeta, onde é necessário o compromisso com Deus, onde há a necessidade do conteúdo da fé. Ele fez essas referências, ao mundo que passa por uma grande crise, uma crise ecológica.


ENTENDA O QUE CAMPANHA DA FRATERNIDADE.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs lançaram, no dia 10 de fevereiro, a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016 que traz o tema: Casa Comum, Nossa Responsabilidade, tendo como lema a frase "Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca"; foco da campanha deste ano é o saneamento básico, o desenvolvimento, a saúde integral e a qualidade de vida; Brasil tem cerca de 100 milhões de pessoas sem saneamento básico.

‘’Nossa Responsabilidade e o lema "Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca", com foco no saneamento básico, no desenvolvimento, na saúde integral e na qualidade de vida’’, ressalta frei Marconi Lins..


Campanha ecumênica

A primeira campanha da fraternidade ecumênica foi realizada em 2000, com o tema Dignidade Humana e Paz e lema "Novo milênio sem exclusões". A segunda, em 2005, teve como tema Solidariedade e Paz e lema "Felizes os que promovem a paz". A campanha de 2010 tratou de Economia e Vida, a partir do lema "Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro".

A Campanha da Fraternidade surgiu durante o desenvolvimento do Concílio Vaticano II (1962-1965). A cada ano, desde 1964, a Igreja no Brasil propõe a todos os cristãos, a Campanha da Fraternidade (CF). Essa campanha desenvolveu-se mais intensamente durante a Quaresma, mas aos poucos, seu tema foi sendo refletido e engajado dentro da vida da Igreja durante todo o ano. É sempre um tema bem concreto através do qual, somos convidados a reconsiderar e, sobretudo, nossas atitudes para com o próximo, dando dimensão concreta à nossa conversão pessoal e à de nossas comunidades de Igreja.

A Quaresma é o período de 40 dias entre a Quarta-feira de cinzas logo após o Carnaval - e a Semana Santa (que se inicia com o Domingo de Ramos). Durante a Quaresma, a Igreja e todos os cristãos preparam-se para a Páscoa. A Páscoa possui três interpretações: é a antiga festa de pastores para comemorar a primavera; é a festa dos Hebreus, para relembrar sua saída do Egito, no tempo de Moisés; é a festa anual dos Cristãos para celebrar a Ressurreição de Cristo.

É nesse contexto que inicia a CF, a qual é um projeto que procura animar todas as comunidades num compromisso pastoral concreto que marque a unidade da Evangelização pelo empenho comum em prol da solidariedade e fraternidade que nascem do amor de Cristo. Durante esse período, a liturgia trabalha paralelamente com a Campanha. Os cantos litúrgicos da missa, as preces e outras orações são voltados também para o tema que está sendo trabalhado. A CF atinge cada ano, um problema determinado e urgente que precisa do esforço de ação pastoral conjunta no país, desafios sociais, econômicos, políticos, culturais e religiosos da realidade brasileira.

Inicialmente, a igreja buscou rever sua parte interna, tanto que as primeiras campanhas tinham por objetivo principal reaproximar os leigos das atividades comunitárias e pastorais, além de reforçar a vivência na paróquia e na comunidade. Dessa forma, os primeiros temas da Campanha da Fraternidade contemplaram mais a vida interna da Igreja. A partir dos anos de 1970 essa postura muda e a Igreja passa a Igreja preocupa-se com a realidade social da população, denunciando o pecado social e promovendo a justiça.



Algumas Funções da Campanha da Fraternidade (CF): 

É uma campanha quaresmal, que une em si as exigências da conversão, da oração, do jejum e da doação. Convoca os cristãos a uma maior participação nos sofrimentos de Cristo como possibilidade de auxílio aos pobres.

É um grande instrumento para desenvolver o espírito quaresmal: conversão, renovação interior e ação comunitária em preparação da Páscoa.

Meio para viver os três elementos fundamentais da espiritualidade quaresmal: Oração – Jejum – esmola

A CF é especialmente manifestada na evangelização libertadora, clama a renovar a vida da Igreja, a transformar a sociedade e a partir de temas específicos, tratados à luz do projeto de Deus.

FOTOS E TEXTO DE ANTÔNIO CARLOS ALVES

0 comentários:

Postar um comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias

Copyright © C4 - Notícias de Canindé | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top