Últimas Notícias

Resiste o último pau de arara nas romarias


A fiscalização austera em 2014 e a proibição do pau de arara em 2015 na romaria do Padre Cícero em Juazeiro do Norte e na romaria de São Francisco em Canindé se constituíram em forte abalo no comportamento religioso, gerando graves prejuízos de ordem econômica, social e humana.

Nada obstante o rigor que se deve ter na gestão da segurança do trânsito, é preciso admitir que o pau de arara ainda resiste por não haver outro modal de transporte de baixo custo capaz de garantir o “direito de ir e vir” nas estradas carroçáveis com obstáculos e desníveis de difícil acesso na zona rural. O sertão pobre não atrai concessão pública para ofertar transportes de passageiros em padrões de segurança e excelência.

Ademais, o pouco olhar do poder público faz milhares de romeiros pobres e miseráveis dos grotões nordestinos recorrerem à fé em São Francisco e Padre Cícero para aliviar suas aflições exatamente onde não há linha regular de ônibus ou as linhas existentes não é o suficiente para aqueles que desejam pagar suas promessas e reverenciar o santo padroeiro nas romarias de Canindé e Juazeiro, onde o jeito é apelar para sua majestade, o pau de arara.

A Romaria e o pau de arara são fortes indicadores das desigualdades geradas pela injusta distribuição das riquezas e das rendas que ficam concentradas nas mãos de poucos privilegiados que gozam de alto padrão econômico.

Por tal motivo é que a regulamentação do pau de arara, definida em recente audiência em Brasília, merece louvor em face de as romarias de São Francisco e do Padre Cícero representarem alívio para as dores do corpo e da alma dos romeiros que, no exercício da crença e da fé, geram desenvolvimento socioeconômico e justiça social às populações dos sertões de Canindé e do Cariri. Certamente vai demorar a acontecer o que profetizou Luiz Gonzaga na música “só deixo o meu Cariri no último pau de arara...”

André Noronha Brasil
anbrasil.andre@hotmail.com
Acadêmico de Administração Pública

Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias