Últimas Notícias

OPERAÇÃO LIMPEZA TOTAL JÁ MOSTRA PRIMEIROS RESULTADOS


Manter a cidade limpa é dever de todos. Mas em Canindé, 50 garis estão empenhados em retirar mais de 200 toneladas de lixo que se encontra em toda parte da cidade.

Durante todo o dia de hoje, eles vasculharam ruas, avenidas, praças, calçadas, aterros, enfim estão fazendo um verdadeiro pente fino no sentido de devolver a Canindé um ar mais puro e com uma estética diferente.

A coleta domiciliar é de aproximadamente 60 toneladas por dia e é levada pelos caminhões, numa velocidade média de cinco a sete quilômetros por hora. Os resíduos são destinados à Associação dos Catadores do Bairro das Campinas e vendido em Fortaleza, beneficiando 100 famílias. "É um momento excelente para nossos negócios, porque a produção aumenta e aumenta também a nossa coleta'', comemora a catadora Maria de Lourdes da Silva, de 75 anos, que criou boa parte da família nesse ofício.


Percurso

Segundo pesquisa feita pelo engenheiro ambiental Elias Teixeira, em período normal de coleta de lixo em Canindé, um gari percorre um quilômetro e 200 metros por dia, em 11 quilômetros de via. Agora com a cidade nessas condições esse número sobe para dois quilômetros.



Para o prefeito de Canindé, Celso Crisóstomo, "os garis são os médicos de um Planeta que está doente, com o ser humano adoecendo cada vez mais. Quanto menos se trata o lixo, mas ele adoece o Planeta. Eles estão fazendo um trabalho digno, de fazer com que as pessoas que ainda não têm consciência aprendam a importância de não jogar lixo na rua e preservar o meio ambiente". ‘’A Prefeitura pagou na tarde de ontem R$ 58.835,09 aos garis, numa forma de valorizarmos ainda mais essa categoria que tem sido importante para o visual da cidade’’, frisou o Prefeito.

Lixões

"Estima-se que existam cerca de 3.000 lixões em atividade no País. Juntos, recebem cerca de 189.000 toneladas de lixo por dia. Desse total, apenas 1,4% é reciclado. Apenas 27% das cidades brasileiros têm aterros sanitários e somente 14% dos municípios fazem coleta seletiva do lixo, o que é um absurdo", denuncia Airton. "Nossa intenção é mandar para o lixão o menor número possível de resíduos produzidos na Cidade. Reciclar é evitar problemas mais graves", assegura Airton Maciel.

FIQUE POR DENTRO.

Você sabe a origem da palavra “gari”? Historicamente a forma “gari” é originária do Rio de Janeiro e deriva de um nome próprio. No século XIX, a limpeza pública das ruas da antiga capital federal estava a cargo de uma empresa, cujo proprietário chamava-se Aleixo Gary. Por isso, esse termo foi adotado primeiramente no Rio, para designar a pessoa contratada pela incorporadora, para varrer as ruas. O vocábulo “gari” consolidou-se em 1909 e atualmente é usado em todo o Brasil para designar o varredor de ruas, geralmente contratado pelo órgão municipal encarregado da limpeza pública. 1429.




Fotos e texto: Antonio Carlos Alves.

Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias