Canindé

[Canindé][bleft]

Regional

[Regional][twocolumns]

Terras do Dnocs. Empresários e políticos negam irregularidades

Um dos parques de vaquejada na margem do açude São Mateus, que está seco

Proprietários dos imóveis apontados como indevidos pelo Dnocs, garantem que não invadiram, mas compraram os lotes de foreiros. O órgão afirma que isso também é proibido


O POVO falou, por telefone, com sete dos proprietários dos imóveis construídos nos lotes de foro no entorno do açude São Mateus. Mesmo com respostas dadas isoladamente, mas que se complementam, eles negaram as acusações do Dnocs de que ocupam irregularmente as terras de foreiros em Canindé. Os nomes não serão publicados porque o relatório do Dncos ainda não foi concluído. 


“Aquilo ali pertence a mim. Eu tenho o documento da posse dos lotes e eu comprei aquilo ali de outra pessoa. Aquela casa bonita que você viu tem uns 15 anos”, disse o ex-prefeito de Canindé, sobre sua mansão na localidade Jubaia, no entorno do açude.


“Aqui tudo é foro. Era pra ter sido de agricultura familiar, mas ninguém quis ficar em agricultura familiar. Todos eles venderam”, afirmou a empresária, sobre a decisão de foreiros antigos de se desfazerem das áreas. Nem todos confirmaram dispor dos documentos de cessão dos lotes, que é dado pelo Dnocs. “Se tá irregular ou não, tem que derrubar então um bocado de casa em Canindé, dentro dos açudes”, sugere outro empresário, admitindo que há vários foros na situação apontada pelo Dnocs, embora ele e os demais não aceitem ser tachados como irregulares.


Os empresários e políticos ouvidos consideram que as casas não são invasões de uma área pública e que adquiriram legitimamente os lotes. Alguns deles entendem que a sequidão no açude e ao redor não justifica dar exclusividade ao lugar para agricultores familiares. “O açude tá seco, aquilo ali é só pedra”, “se derrubarem a casa, garanto que nem formiga fica lá”, disseram, parecidamente, dois dos proprietários.

Ninguém confirmou já ter sido notificado, apenas admitiram ter sabido da visita recente do Dnocs aos foros. Em Canindé, os técnicos do órgão disseram ao O POVO que alertaram a todos os foreiros que conseguiram contatar sobre a necessidade de regularização das áreas.


O POVO ainda procurou falar com outro ex-prefeito (Caridade), dois vereadores, um ex-vereador, um bancário e mais dois empresários. Também o chefe de uma igreja. Não conseguiu localizá-los por telefone, deixando recado sem retorno ou não obteve seus números de contato. Um dos empresários chegou a dizer que não tinha interesse em falar e que seria “melhor” para ele e para o repórter que a matéria não saísse”. (Cláudio Ribeiro)

Fonte: O povo online
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias


Prefeitura

[Prefeitura][grids]

Ceará

[Ceará][list]

Nacional

[Nacional][bsummary]

Plantão Policial

[plantão policial][threecolumns]