Canindé

[Canindé][bleft]

Regional

[Regional][twocolumns]

Site do Piauí revela contratante de pistoleiro para assassinar radialista; políticos supostamente envolvidos

O portal 180 apurou que o suposto mandante é tio "legítimo", por parte de mãe, do prefeito de Martinópole. Ele é considerado um homem de “pavio curto”.
O Estado, no Ceará, mas propriamente a estrutura de poderes que o compõe, poderá vir a ser reconhecido, se já não o é, como um inerte e senil arcabouço burocrático agachado diante da prática da pistolagem, se não der uma resposta à altura para a morte do radialista Gleydson Carvalho, assassinado a tiros quando apresentava um programa na Rádio Liberdade FM. Esse caso levanta, inclusive, suspeitas sobre até onde o Estado é, ou vai ser capaz de ir para solucionar esse crime.

Daí a necessidade das entidades nacionais e até internacionais de defesa da Liberdade de Expressão, que engloba a de Imprensa, estarem atentas para cobrar das autoridades devidamente constituídas a solução em toda a sua essência desse lamentável episódio, com a exemplar responsabilização de todos os acusados e envolvidos nesse crime, que pela descrição, de posse do 180, colhida in loco, se desenha sorrateiro, desumano.

Se mostrou bastante preocupante, como divulgado último final de semana, também pelo portal 180, uma nota oficial vinda da secretaria de Segurança Pública do Governo do Ceará direcionada aquele portal de notícias, afirmando que “com a identificação dos cinco envolvidos no delito, a Polícia Civil elucidou o caso”. Como se vê, a Secretaria de Segurança do governo afirmou, sem que o inquérito estivesse ou esteja terminado, que são somente cinco os envolvidos.

Seriam eles dois já presos, que deram apoio ao plano de matar, ainda dois pistoleiros - que estão soltos, e um suposto mandante, também solto.

Escritos na mesa do delegado revelam nome do mandante, diz reportagem
O delegado responsável pela condução do inquérito, Herbert Ponte e Silva(foto em destaque). Os registros chamaram atenção por conta da existência de papéis contendo escritos sobre a mesa do delegado. Neles, há pelo menos quatro papéis visíveis, com letras escritas a próprio punho. São dois menores e dois maiores.

Ao se inverter as fotos, e aumentar as imagens, surgem detalhes interessantes, e alguns nomes, a quem o radialista Gleydson Carvalho constantemente denunciava em sua rádio.

O portal 180 apurou que o suposto mandante é tio "legítimo", por parte de mãe, do prefeito de Martinópole. Ele é considerado um homem de “pavio curto”, não tem profissão, seria fumante e beberia. Há um detalhe a mais, o suspeito, também segundo apurou a reportagem, não teria um emprego. Ora, então como teria dinheiro para pagar dois pistoleiros, alugar uma casa, onde foi planejado o assassinato, por gasolina nos veículos usados no plano, pagar alimentação, transporte dos acusados, vindos de outros estados até?

Em sendo ele investigado pela Polícia Civil de Camocim como suposto contratante, quem o teria repassado dinheiro então, para por em prática esse plano?


Para conferir a reportagem completa é só acessar www.180graus.com
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias


Prefeitura

[Prefeitura][grids]

Ceará

[Ceará][list]

Nacional

[Nacional][bsummary]

Plantão Policial

[plantão policial][threecolumns]