Últimas Notícias

Programação reunirá 100 missas




As celebrações em Canindé envolvem centenário do santuário e 125 anos do Painel de São Francisco

Faltando praticamente um mês para o início da maior festividade franciscana do Ceará, e também considerada a maior da América Latina em homenagem a São Francisco, milhões de devotos começam a concentrar suas atenções em Canindé. Curiosamente, neste ano, as comemorações, com abertura prevista para o dia 24 de setembro, serão marcadas pela celebração de quase 100 missas para os devotos.


Conforme o coordenador da Pastoral Litúrgica de Canindé, Cirano Alisson de Paula, até o encerramento, no dia 4 de outubro, os fiéis poderão participar de 96 missas nas igrejas e na Basílica Maior.

O número de celebrações eucarísticas praticamente coincide com datas importantes a serem festejadas este ano.

De acordo com a programação da Paróquia - Santuário de São Francisco das Chagas de Canindé, responsável pela realização dos festejos, a Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil irá realizar uma série de homenagens para marcar essas datas: Os 100 anos do novo Santuário, o centenário da Arquidiocese de Fortaleza, os 100 anos da Igreja de Cristo Rei, onde ocorrem as promessas na Via Sacra e os 125 anos do Painel de São Francisco.


Painel



Sobre o Painel, o coordenador da Pastoral explicou ser o símbolo mais forte da comemoração franciscana em Canindé. Todos os dias, a partir das 17h30, uma multidão parte em procissão, acompanhando o Painel, da Basílica Menor até a Praça dos Romeiros, onde durante aproximadamente uma hora e meia participam da novena especial. Em seguida, o Painel retorna para a Basílica, recebe a bênção final de São Francisco e aguarda chegar o entardecer do próximo dia. A cada dia, cerca de 80 mil romeiros participam. Eles são sempre de locais diferentes, pagando suas penitências em louvor a São Francisco.

Penitências

Uma das penitências preferidas dos romeiros é carregar pedras na cabeça e colocá-las ao pé das Estações da Via Sacra, na Avenida do Monte. Mas a maioria prefere mesmo é acompanhar as procissões e participar dos rituais litúrgicos. As celebrações realizadas na Basílica Menor, às 9 horas e às 16 horas, são as preferidas. Mas como o número de fiéis é muito grande, pelo menos 10 mil a cada culto, a missa na Basílica é campal. Os atos litúrgicos são realizados nas outras igrejas espalhadas pela cidade a partir das 5 horas.

Estátua

Além das celebrações religiosas, os romeiros também visitam a estátua de São Francisco. Neste ano, o monumento de 30 metros comemora 10 anos. No revestimento da imagem foram utilizadas 2 milhões e 250 mil pastilhas nas mesmas cores das estatuetas compradas pelos romeiros na cidade. A estátua foi inaugurada no dia 04 de outubro de 2005.

Quanto à Basílica, de acordo com a Paróquia, a reforma completa do antigo templo, transformado no atual, foi feita por dois arquitetos, o italiano Antônio Mazzini e o brasileiro Thomaz Barbosa, entre 1910 e 1915. No dia 5 de maio de 1915 ela foi benta.

Dez anos depois, em 1925, a Santa Sé apostólica elevou o antigo Santuário de São Francisco das Chagas à dignidade de Basílica Menor. A solenidade aconteceu nas celebrações do 7º Centenário da morte de São Francisco das Chagas.

por Alex Pimentel colaborador DN.

Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias