Canindé

[Canindé][bleft]

Regional

[Regional][twocolumns]

Municípios do Interior ainda preservam itens de 1980, que se transformaram em ícones religiosos

Canindé/ Paramoti. Depois de 35 anos, duas cidades no Sertão do Ceará guardam com muito carinho e respeito as relíquias que foram colocadas no Castelão para a celebração da santa missa no dia 9 de julho de 1980 por João Paulo II, por ocasião do X Congresso Eucarístico Nacional. Agora, com a notícia de sua canonização os locais se tornaram atração turística de muita gente que chega as cidades de Canindé e Paramoti no Sertão Central.


Elas se destacam pela religiosidade e a tranquilidade pacífica de sua gente. Na cidade de Canindé, que fica a 126 quilômetros de Fortaleza, conhecida internacionalmente por abrigar o maior santuário franciscano das Américas e realizar a segunda maior romaria em louvor a São Francisco do mundo, estão duas peças importantes da passagem do papa João Paulo II no Ceará.

A cruz colocada no estádio Castelão se encontra fixada no anfiteatro da Praça do Romeiro e pode ser vista a quilômetros de distância. Ela chegou a terra franciscana no dia 21 de setembro de 2001 a pedido do pároco da época Frei Lucas Dolle, um franciscano que passou muito tempo em Canindé e ajudou a melhorar a infraestrutura do santuário.


Referência:

Durante os festejos alusivos a São Francisco que acontecem entre 24 de setembro e 4 de outubro, ela serve de referência e chama a atenção pelo seu colorido e o tamanho.

Poucas são as pessoas que formam o contingente de 74.486 moradores do município que têm conhecimento desse ícone religioso. Basta sair às ruas da cidade e perguntar que muitos respondem não saber. O motivo do pedido para vinda da cruz para Canindé, foi feito em 1980, pelo vigário de Canindé, na época, Frei Lucas Dolle.

Outro ponto desconhecido dos moradores da cidade é o personagem Antônio Barbosa Cruz, conhecido como Antônio Albano de 59 anos, que confeccionou o chapéu de couro que o Papa João Paulo II usou para celebrar a santa missa no Castelão.

"Fui convidado na época pelo Frei Lucas Dolle para ir ao Castelão para assistir à missa, e quando cheguei no local da celebração fui pego de surpresa para ir ao encontro do papa João Paulo II. Fiquei emocionado. Me faltaram palavras. “Antes de começar a celebração, fiz a doação do chapéu e ele (João Paulo II) colocou logo na cabeça e fez o sinal da cruz", diz Antônio Albano. Ele é mais um personagem desse episódio que passa desapercebido nas ruas de Canindé.

"Pouca gente sabe dessa história", garante o vaqueiro. Em Paramoti, outra lembrança está exposta. Trata-se do altar que foi colocado para a realização da santa missa está exposta, no centro da Igreja de Nossa Senhora Sant´anna. Várias pessoas não imaginam a origem e a relação com a visita do papa João Paulo II ao Brasil, em 1980.

A cruz está intacta e preservada na Praça do Romeiro em Canindé. O altar um dos mais bonitos já vistos serve para as celebrações eucarísticas da paróquia de Paramoti, o vaqueiro Antônio Albano está vivo para narrar os fatos de seu encontro com o papa, quanto ao estádio Castelão é diferente.

A identificação do arquiteto e urbanista Marrocos Aragão com a vinda do papa João Paulo II é muito forte, porque foi ele o responsável por criar todo cenário para as celebrações. Durante sete meses ele criou um palco giratório, o altar externo da santa missa e a cruz gigante.


Beatificação:

A notícia de que a comissão de cardeais da Congregação para a Causa dos Santos do Vaticano aprovou a atribuição de um segundo milagre ao beato João Paulo II, passo chave para sua canonização, vem mexendo com autoridades religiosas e católicos dos municípios de Canindé e Paramoti. Nesse município, uma procissão com a presença do arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio Tosid no momento, missionário da região sertão foi realizada no dia 14 de julho, na abertura dos festejos alusivos a padroeira da cidade, Nossa Senhora Santana. Um Projeto de Lei tramita na Câmara Municipal da cidade para dar nome de João Paulo II à Avenida principal de acesso a cidade quando se chega pela rodovia CE 361.

Agora é preciso apenas que atual pontífice Francisco promulgue o decreto através do qual é reconhecido o milagre e que seja fixada a data para sua canonização, que, segundo meios de comunicação italianos, pode ocorrer no fim de 2015.

Com a atribuição do segundo milagre ao papa falecido em 2005 se acelera o processo para a canonização de João Paulo II, o primeiro pontífice polonês da história.

Em abril, uma comissão de sete médicos consultada pela Congregação reconheceu como milagre a cura inexplicável de uma mulher, razão pela qual pode ser proclamado santo.

Segundo fontes religiosas, seria um milagre ocorrido na noite de sua beatificação, em maio de 2011. "Até agora não se sabe o nome e o lugar onde foi realizado o milagre por intercessão do pontífice polonês", observa frei Jean de Sousa, que que se encontra na Paraíba e participou no Rio de Janeiro da Jornada Mundial da Juventude.

Milagre

O primeiro milagre de João Paulo II foi o da freira francesa Marie Simon-Pierre, que afirmou ter sido repentinamente curada de mal de Parkinson dois meses após a morte do pontífice.

O processo canônico para que uma pessoa seja proclamada santa requer o reconhecimento por parte de uma equipe de médicos, baseados em exames clínicos, de um milagre para a beatificação e de um segundo para a canonização.

A canonização de João Paulo II, que ocupou o trono de Pedro por 27 anos, responde ao pedido da multidão que durante seu funeral gritava para que fosse proclamado santo imediatamente.

Seu sucessor imediato, Bento XVI, autorizou rapidamente a análise de suas virtudes e de sua obra para que fosse declarado beato, primeiro passo para chegar a alcançar a glória dos altares. Segundo fontes religiosas, o papa Francisco deseja proclamar santos em uma única cerimônia João Paulo II e João XXIII, a quem considera um "modelo de santidade" por sua simplicidade e bondade, mas que surpreendeu o mundo na década de 1960 ao convocar um concílio para reformar e modernizar a Igreja.

A cerimônia de beatificação do papa João Paulo II ocorreu no dia 1º de maio de 2011, na Praça São Pedro, no Vaticano, seis anos após sua morte, em 2 de abril de 2005. De lá para cá, aumenta cada vez mais o número de católicos que o reverenciam.


Mais informações
Convento de Santo Antônio em Canindé
Praça Frei Aurélio, S/N, Centro de Canindé
Telefone: (85) 3343-0718
Com Informações de Antônio Carlos Alves
VM Produções
Fones: 085 – (9) 9857 -1460 – (9) 8423 - 3414
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias


Prefeitura

[Prefeitura][grids]

Ceará

[Ceará][list]

Nacional

[Nacional][bsummary]

Plantão Policial

[plantão policial][threecolumns]