Canindé

[Canindé][bleft]

Regional

[Regional][twocolumns]

CANINDÉ CRIA EXPERIÊNCIA EM HORTA DE PNEUS NA PRODUÇÃO DE HORTALIÇAS.


Imagine cultivar uma horta que poderá gerar frutos para seus tataranetos. A ideia é do SEBRAE em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Canindé, onde foram criadas hortas mistas feitas de pneus, de maneira ecologicamente correta.


“Baseados em um dos nossos maiores objetivos, que é o fomento ao empreendedorismo, criamos dois objetivos específicos para este projeto, que tem como base o manejo da avicultura caipira e a produção de hortas mistas ecológicas dentro dos quintais produtivos: o primeiro é a garantia de uma alimentação saudável para as famílias participantes e o segundo, fortalecer a economia das comunidades através da venda do excedente”, explica a técnica do SEBRAE responsável pela ação, Cláudia Jane Gomes.

Os técnicos relatam que pneus demoram mais de 500 anos para sua decomposição na natureza e os mesmos podem ser reutilizados para servir de suporte no cultivo de hortas em pequenos espaços.

“É uma oportunidade das pessoas cultivarem proteínas, vitaminas, sais minerais e fibras em casa". Desde que tiveram a ideia, em 2014, os responsáveis pelo projeto já capacitaram alunos do curso de agropecuária da Escola de Ensino Profissionalizante Capelão Frei Orlando em Canindé, agricultores familiares, donas de casa, e trabalhadores que se encontravam desempregados.

Além de prático e econômico em relação à água (Convivência com o Semiárido), custa pouco. Os pneus podem ser encontrados de graça. Neles podem ser plantados hortaliças folhosas, flores, frutos e plantas condimentares.

O produtor deve montar a horta em locais bem arejados e iluminados. A irrigação deve ser feita todos os dias e a planta precisa receber cinco horas diárias de sol.

É um projeto piloto que está sendo desenvolvido nos Sertões de Canindé, na preservação do meio ambiente, e incentiva o plantio de verduras. Porém, ao invés de utilizar um espaço de terra para o cultivo, a horta reutiliza pneus velhos, que antes eram expostos ao tempo, gerando prejuízos para natureza.

Já foram plantadas sementes de tomate, pimentão, cebolinha, coentro e cheiro verde. Por cada pneu, se gasta apenas dois litros de água numa economia importante na produção do Semiárido, que enfrenta cinco anos de seca, a velha inimiga do sertanejo.

Além de gerar alimentos, a horta contribui para outros fatores importantes. “Outro grande ganho deste programa é a reciclagem, retirando do meio ambiente os pneus velhos e reduzindo o habitat natural de reprodução de alguns insetos vetores de doenças”, explica Éden Rocha, consultor técnico do SEBRAE.


Ainda segundo o consultor, os pneus utilizados na horta são doados e colocados em espaços preparados para plantio. Ele explicou para a Reportagem do C4 NOTÍCIAS que o local onde os pneus ficam armazenados não é coberto, para receber a luz solar e facilitar o crescimento das hortaliças. O projeto contribui para evitar danos ao meio ambiente. “A nossa intenção é reduzir os problemas causados pela falta de destinação correta aos pneus de Canindé”, afirma.

Éden deu uma dica para as pessoas que desejam ter uma horta em casa, mesmo que não tenham espaço.

Seguindo os métodos do projeto, basta acompanhar os seguintes passos: pegar um pneu velho, revestir com um plástico na parte de baixo – para que a terra não saia – e realizar o plantio.

Por ano mais de 40 milhões de pneus velhos são descartados em rios, aterros sanitários, bueiros, comprometendo o meio ambiente, entupindo bueiros e causando enchentes, numa ação criminosa e impensada.

Faça um movimento na sua cidade, família, entre amigos e ajude a salvar nosso planeta. Ensine seus filhos e netos que o futuro do planeta depende da conscientização deles.

Um simples ato civilizado ajuda a mudar o rumo da história. Pneus jogados, que podem virar criadouros do mosquito da dengue (Aedes Aegypti), poluindo a natureza podem virar lindas hortas e jardins para decorar sua casa.

“É nosso dever preservar o meio ambiente. Reutilizar pneus velhos como horta doméstica é uma excelente ideia, de custo baixo, que vai ajudar a salvar nosso planeta e fazer com que tenhamos uma alimentação saudável, incentivando o cultivo de hortaliças, legumes, ervas, frutas e flores”, salienta o Prefeito da cidade PAULO JUSTA.

“Sabemos que para termos uma alimentação balanceada, saudável e que ajude a manter a boa forma, livre de doenças e com muita energia, devemos abusar das verduras, hortaliças e frutas”, comemora o gestor.

“Cuide de você e de sua família. Economize, faça uma terapia cuidando da sua horta caseira feita com pneus usados. É só benefício que você terá. Ensine seus filhos e netos a preservar nosso planeta. O futuro agradecerá”, disse.

A horta utiliza para as plantas, pneus inservíveis da frota do Município, e o esterco usado vem de criadores de ovinos, caprinos e bovinos e é feito através da reutilização de resíduos orgânicos gerados no dia-a-dia.

Desta maneira o projeto estará sempre em constante progresso, pois o grande objetivo é a manutenção da horta e a colheita que será partilhada entre os próprios funcionários.

Segundo o ambientalista e Secretário de Agricultura e Recursos Hídricos de Canindé Airton Maciel, a temática Meio Ambiente se destaca no âmbito da sociedade, sendo esta, sem ter um ambiente saudável e ecologicamente equilibrado, fica difícil a sua relação de sobrevivência no meio em que vivem. “No entanto, para a verdadeira efetivação de hábitos que contribuam para isto é necessário que haja uma mobilização social no sentido de enfatizar a importância de manter um ambiente limpo e equilibrado propício à habitação da população e por ser seu direito, além de outras formas de convivência em sociedade, principalmente em áreas públicas parques, praças, igrejas, centros, projetos educativos”, explica o Secretário.

Para a nutricionista Mara Anne, “o projeto tem uma finalidade, fortíssima em esclarecer e sensibilizar as pessoas sobre a importância da preservação do meio ambiente, e de como construir uma horta utilizando-se de materiais prejudiciais e de resíduos orgânicos gerados pela própria natureza”.

Luis Carlos produtor no Assentamento MONTE OREBE, diz que a iniciativa tem gerado bons frutos. “Antes eu não tinha noção do que era preservar a natureza, agora tenho outra visão. Os produtos cultivados são orgânicos e saudáveis”, elogia.

Maria de Fátima é outra que aposta no processo de qualidade de vida: “tenho minha horta na área de minha casa e o que sinto hoje é orgulho de fazer parte de um programa voltado para o bem estar”, finalizou.
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Um comentário :

  1. Joaquim Cavaleiro6 de agosto de 2015 13:22

    Parabéns aos idelizadores e executores do projeto. Que sirva de exemplo.

    ResponderExcluir

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias


Prefeitura

[Prefeitura][grids]

Ceará

[Ceará][list]

Nacional

[Nacional][bsummary]

Plantão Policial

[plantão policial][threecolumns]