Header Ads Widget

Responsive Advertisement

Desafio do Prefeito Paulo Justa


A decisão da Câmara Municipal que afastou o Prefeito Celso Crisóstomo PT e empossou o Vice-Prefeito Paulo Justa no exercício da direção superior da Administração Pública Municipal de Canindé deve ser vista e encarada com a mais extrema cautela pelo simples fato de não estar afastada possibilidade, ainda que remota, de haver uma reviravolta na configuração do novo cenário político-administrativo que começa a ser estabelecido com o mais recente provimento de cargos e funções da Prefeitura e suas autarquias. As lições da história política de Canindé recomendam cautela sobre o destino final de tudo aquilo que depende do trânsito em julgado.

O prefeito em exercício Paulo Justa está cumprindo uma atribuição constitucional que é a de substituir o prefeito nos casos em que o cargo fica vago. Ocorre que a substituição do Prefeito pelo Vice-Prefeito, comumente é verificada por afastamentos motivados por interesse oficial do município ou ainda em caso de licença para tratar da saúde. Para o caso concreto, em análise, a situação é completamente diversa da situação em anterior uma vez que a recente substituição no comando administrativo de Canindé foi motivada por impedimento legal do Prefeito, acusado de praticar atos danosos contra o próprio Município, que tinha como prerrogativa administrar, zelar e representar.




O Município de Canindé está no mais raso nível de estagnação administrativa e sua aparência é comparável a uma grande favela, próprio de uma cidade que incha ao invés de se desenvolver. O momento requer a implementação de uma gestão planejada que atenda aos conceitos de uma Administração moderna e participativa onde o fator competência, ética, responsabilidade, honestidade, compromisso e visão de cenários futuros se sobreponham ao costumeiro apetite de torpe ganância de grupos políticos ávidos por cargos e funções públicas.

Que o atual Prefeito de Canindé Paulo Justa saiba usar de sua habilidade política e visão empreendedora empresarial para gerir a Administração do Município de Canindé. Preservar a excelente imagem pública construída em sua passagem pela Câmara Municipal, onde presidiu o Poder Legislativo com zelo, isenção e honestidade são pressupostos que não devem cair no chão em sua atual gestão.

Reunir um grupo de gestão administrativa de alto nível e empregar estratégias eficazes contra chantagens e ameaças de grupos políticos, useiros e vespeiros em propósitos nada decorosos, se constitui no mais difícil dos desafios que o prefeito Paulo Justa irá enfrentar na direção da Administração Superior do Município de Canindé...


André Noronha Brasil
Acadêmico de Administração em Gestão Pública
Universidade Federal do Ceará UFC 

Postar um comentário

1 Comentários

  1. É necessário que a Câmara Municipal e o MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL de Canindé apurem a grave denúncia de que cinco vereadores se venderam seu VOTO para o afastamento do Prefeito CELSO CRISOSTOMO por R$ 150.000,00 e que a referida sessão seja declarada NULA de pleno, tendo em vista o vicio dos cinco vereadores, que comprometeu a decisão do afastamento do Prefeito Celso. Advogado ANTONIO JOSE SAMPAIO FERREIRA.

    ResponderExcluir

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias