Canindé

[Canindé][bleft]

Regional

[Regional][twocolumns]

Legado de Roberto Chaves à Liberdade de Expressão em Canindé

A partida do jornalista Roberto Chaves nos traz à memória um histórico de absoluta firmeza no compromisso com os mais sólidos conceitos de imprensa exercida de forma livre e aberta, marca incomparável com a qual Roberto Chaves encarou os desafios do jornalismo e do rádio com distinção e destemor a ponto de figurar entre os maiores expoentes da imprensa de Canindé e Região Franciscana ao longo de vinte anos.

Roberto Chaves realizava um jornalismo crítico e de alta relevância que ultrapassou os limites impostos por uma tradição de dominação social onde a lei do mais forte imposta pelas oligarquias políticas tornava submisso os mais fundamentais dos direitos do cidadão ao bater de frente contra poderosos em temas políticos mais especialmente quando a matéria versava sobre a relevância do interesse público. 

Detentor de uma larga experiência no desempenho de suas atividades no rádio e jornal no Estado do Maranhão, tão logo chegou em Canindé, no ano de 1995, Roberto Chaves teve a iniciativa de fundar o Jornal De Mão em Mão, consagando, a um só tempo, o Editor Sênior e a sua obra, que figura entre os mais substanciais valores imateriais da Região Franciscana em face de ensejar um padrão intelectual a toda uma população regional pela via do acesso gratuito a leituras jornaĺísticas de alto nível ao longo dos últimos vinte anos.

O rádio e o jornal praticado por Roberto Chaves com abrangência nos municípios da Região de Canindé foram geradores de inovações ao criar modalidades e estilos diferente de se fazer imprensa. A voz forte detentora de um timbre incomparável marcou nas ondas sonoras a transição de uma nova etapa que surgia para dar um novo impulso no trato com a informação, tanto na forma de abordar os mais variados temas e matérias quanto pela reportagem, entrevista, além do debate e da formação de opinião, que promoveram um avanço intelectual no modo de pensar da cidadania.

O jornalista e radialista Roberto Chaves, deixa um legado da mais larga importância democrática uma vez que o seu exercício profissional na imprensa, tanto no rádio quanto no jornalismo impresso, se constituiu em fator determinante na formação do pensamento crítico de toda uma população, contribuindo para livrar da submissão quem estava preso às velhas práticas de dominação.

André Noronha Brasil
Um microfone livre e um jornal aberto foram determinantes para libertar o pensamento pela via do estímulo do questionamento expressado no espaço concedido à manifestação na imprensa. Espaço democrático à manifestação que Roberto Chaves sempre concedeu a quem dele precisasse no Rádio e no Jornal de Mão em Mão, sem nada cobrar ou pedir em troca. Parte o jornalista e o radialista Roberto Chaves, fica seu elegante estilo democrático de fazer imprensa, legado que o faz se perpetuar em nossa memória...








Portal C4 Notícias
COLUNAS - ANDRE NORONHA - LEITOR C4 - HOMENAGEM - ARTIGO
Enviada ao editorial do C4 por André Noronha Brasil

Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias


Prefeitura

[Prefeitura][grids]

Ceará

[Ceará][list]

Nacional

[Nacional][bsummary]

Plantão Policial

[plantão policial][threecolumns]