Header Ads Widget

Responsive Advertisement

Romarias de São Francisco poderão ser Patrimônio Cultural Brasileiro, diz IPHAN

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), está realizando estudos para reconhecimento das Romarias a São Francisco das Chagas de Canindé.

A iniciativa partiu da Secretaria de Cultura de Canindé, no início de 2013, que enviou ao instituto a solicitação de registro das Romarias de São Francisco como Patrimônio Cultural Brasileiro, nos termos do Decreto n° 3.551/2000;

Considerando as apreensões de veículos conduzindo romeiros, na Operação deflagrada pela Polícia Rodoviária Federal em atenção ao Ministério Público Estadual e Federal, em outubro deste ano, o instituto enviou a Prefeitura de Canindé, um oficio onde se coloca à disposição do município para ajudar as autoridades interessadas para regularizar as romarias, e seguir com o processo de registro da romaria como Patrimônio Nacional.

No oficio, o IPHAN diz ainda está disponível para colaborar, através de parceria, em ações educativas junto aos romeiros e frentistas e, caso os órgãos considerem pertinente, estabelecer diálogo sobre a dimensão cultural que está presente no deslocamento penitencial dos peregrinos a cidade de Canindé, por eles consideradas espaços sagrados, o que segundo nossa opinião, suscitaria uma abordagem diferenciada.

O ofício segue assinado por Itala Byanca Morais da Silva, Técnica em História do IPHAN/CE.

O Prefeito de Canindé, Celso Crisóstomo, esteve no início do mês de novembro em Brasília, onde conseguiu junto ao Deputado Federal José Guimarães uma audiência que será realizada com dois Ministro para discutir os destinos das romarias de Canindé e Juazeiro do Norte. Deverão participar os Frades do Santuário de Canindé, o bispo do Crato e os prefeitos de Canindé e Juazeiro.



Portal C4 Notícias
PREFEITURA - CANINDÉ - ROMARIAS - FESTA DE SÃO FRANCISCO
Fonte: Prefeitura de Canindé

Postar um comentário

0 Comentários