Header Ads Widget

Responsive Advertisement

PRF retêm 2 mil romeiros, que se revoltam e interditam BR-343

Manifestantes colocaram fogo em pneus e pista ficou interrompida (Foto: Ellyo Teixeira/G1)
Caminhões que transportavam os romeiros foram retidos pela PRF. Grupo saiu de Codó, no Maranhão, com destino a Canindé, no Ceará.

Cerca de dois mil romeiros, que seguiam de Codó, em 16 carretas e oito caminhões com romeiros de outras cidades do estado do Maranhão para Canindé no Ceará, se revoltaram, após a Polícia Rodoviária Federal interromper a viagem em Teresina, e interditaram a BR-343 próximo ao bairro Dirceu, na Zona Sudeste. Os veículos ficaram retidos na capital do Piauí e, segundo os organizadores do comboio, a polícia recolheu os documentos dos motoristas e dos caminhões. A PRF até o início da noite de ontem, ainda não havia se pronunciado sobre o ocorrido.


O Portal G1 Piauí conversou com um dos romeiros que afirmou que os veículos foram parados por volta das 14h quando chegaram a Ponte Nova, que liga Timon (MA) a Teresina. A PRF teria detido os caminhões e os encaminhado até um posto de gasolina próximo ao Dirceu, na BR-343. “Nós estamos indo para a romaria e isso é um ato de fé. A polícia não poderia fazer isso porque estamos com os documentos todos legais e temos crianças e idosos conosco. Alguns passaram mal devido ao calor da tarde e foram socorridos pelo Samu”, afirmou João Oliveira.


Por conta do protesto, o trânsito na BR-343 foi interrompido e os motoristas que trafegavam pela via nos dois sentidos tiveram retornar pelo mesmo caminho. A Polícia Militar e a PRF foram convocadas para apaziguar os ânimos e tentar negociar a liberação da BR, que permanecia interditada até 20h30 de ontem. Após três horas de negociação os romeiros foram obrigados a retornarem para a cidade de Codó.


Com informações do G1 PI


Postar um comentário

0 Comentários