Canindé

[Canindé][bleft]

Regional

[Regional][twocolumns]

Construção de Hospital Regional em Canindé nunca deixou de ser prioridade máxima.


A importantíssima iniciativa da vereadora Carlinda Coelho propondo Audiência Pública que imediatamente foi acolhida pela presidência da Câmara Municipal de Canindé para debater sobre os motivos do precário atendimento de saúde prestado no Hospital Regional São Francisco à população dos municípios de Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti e outros que buscam atendimento de saúde na “Cidade da Fé” se constituiu numa elegante resposta do Poder Legislativo Canindeense por se importar com a gravíssima situação da principal unidade hospitalar da Região que está à beira de um colapso. 

As conclusões da Audiência Pública para discutir o estado de calamidade pública em que se encontra a atenção de saúde na principal unidade hospitalar da Região de Canindé, por si só, serviram para restaurar no seio da população regional a consciência de que a construção de um Hospital Regional em Canindé nunca deixou de ser uma das mais urgente de todas as prioridades das demandas públicas de toda a Região dos Sertões de Canindé. 

O descaso do poder público, raríssimas exceções, pelo que foi divulgado na imprensa e corroborado na pele de cada cidadão que precisa do Hospital São Francisco, é, senão, uma das principais causas da grave crise pela qual agoniza a principal unidade hospitalar da Microrregião de Saúde de Canindé. Os variados relatos sobre os motivos da grave situação em que se encontra a prestação do serviço de saúde pública são presentes em todas as partes da região dos Sertões de Canindé. Não há o que contestar. Providências é o que se exige. 

Estamos diante, portanto, de uma prioridade máxima para que o Governo do Estado do Ceará e o Ministério da Saúde sejam instados a autorizar em caráter de urgência urgentíssima a construção de um Hospital Regional na cidade de Canindé, imediatamente. Sugiro aos políticos que se unam na coleta de assinaturas em abaixo assinado regional subscritos pelos cidadãos de todos os municípios de Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti a ser enviado às autoridades competentes três meses antes das eleições para que haja tempo para a autorização, liberação de recursos e assinatura da ordem de serviços pois estamos diante de um estado de calamidade na prestação do serviço de saúde a uma população regional.

Devemos admitir e ter a consciência crítica de que a Construção de um Hospital Regional em Canindé nunca deixou de ser prioridade. A pesar da campanha realizada em 2011, que endereçou a construção do Hospital Regional do Sertão Central para o Município de Quixeramobim, em nada se desfez ou se diminuiu a necessidade urgente da cidade de Canindé ser contemplada com a construção de um Hospital Regional de mesmo porte e com idêntica estrutura de atendimento a saúde de média e alta complexidade. 

O poder público tem o dever de garantir a construção de um Hospital Regional em Canindé, tanto para atender as ocorrências e procedimentos regulares da atenção de saúde de sua população regional quanto para estar pronto a atender qualquer iminência de acidentes, desastres ou catástrofes. Isto pelo smples fato da maior romaria franciscana das Américas ser um motivo de superior cuidado por ser ocasião em que a Cidade da Fé é visitada por quase dois milhões de romeiros. 

As recentes lições do pavoroso acidente ocorrido com um onibus na entrada da cidade de Canindé, demonstrou, por si só, o tamanho da responsabilidade que devem ter os dirigentes públicos dos municípios da Região de Canindé e do Estado do Ceará para proteger a população regional tanto em atendimentos regulares do dia a dia quanto em situações limites. 

A imprensa local, regional, estadual, nacional e até, internacional mostrou para o Mundo o tamanho do sufoco para encamihar para os hospitais de Fortaleza dezenas de pessoas acidentadas no desastre com de um veículo com capacidade para pouco mais de quarenta passageiros. Imagine as proporções se tal ocorrância fosse registrada no período onde dois milhões de romeiros chegam em milhares de onibus, carretas, paus-de-arara, topics, veículos de passeio, motocicletas e andando à pé até a Cidade de Canindé? É tão necessário estar preparado quanto imprescindível remediar quando o assunto trata de vidas humanas.

Que tamanho então deve ser o Hospital de uma cidade que é pólo regional de saúde para suportar e atender em sua infraestrutura local a dimensão colossal de tão elevado número visitantes? 

Contar neste momento angustiante com a sensibilidade do excelentíssimo Senhor Governador do Estado do Ceará e a firme serenidade da excelentíssima Senhora Presidente da República, consideradamente as duas autoridades políticas mais importantes para autorizar a construção do Hospital Regional dos Sertões de Canindé, é algo que poderia ser feito pela iniciativa direta do cidadão pela via de um um abaixo assinado subscrito pelos cidadãos dos municípios de Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Itatira, General Sampaio entre outros do Maciço de Baturité e comunidade adjacentes. É só querer! Esta ferramenta institucional se chama direito da participação direta do cidadão na Administração Pública. Foi assim que surgiu a gloriosa Lei da Ficha Limpa. O que estamos esperando? “Quem sabe faz a hora”, assim nos ensina o trecho da música Caminhado e Cantando, do múscio Geraldo Vandré...

Imagine qual seria a reação do Governador e da Presidente da República ao receber solenemente a subscrição de milhares assinaturas diretamente de cidadãos que estão desprotegidos da atenção de saúde pública na Região dos Sertões de Canindé? Certamente, autorizariam a liberação de verbas para a Construção de um Hospital Regional em Canindé para garantir o pleno atendimento de saúde às demandas de pacientes provenientes os municípios de Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti e outros que buscam atendimento de saúde na “Cidade da Fé” com é o caso de Aratuba do Maciço de Baturité. 


Essa é uma das grandes virtudes de Canindé...


Urgência da construção de um Hospital Regional em Canindé é ato ato político da mais exponencial relevância por ser demanda por atenção de saúde em caráter de urgência-urgentíssima. O momento é único para se exigir respostas concretas aos respeitáveis Senadores, deputados federais, estaduais, prefeitos e vereadores em unir forças suprapartidárias para atender com a máxima urgência ao apelo da população dos Sertões de Canindé pela imediata liberação recursos para a Construção de um Hospital Regional de grande porte na Cidade de Canindé no prazo três meses antes da realização das eleições gerais de 2014. 

A confiança da população dos municípios da Região de Canindé no espírito público dos prefeitos, vereadores, deputados federais, estaduais, Governador e Presidente da República não pode ser desfeita tal qual ocorre quando, após um navio afundar, as vítimas do naufrágio, “após nadarem milhas e milhas no oceano para se salvarem acabam morrendo na praia”. Todos os representantes políticos correm este grandioso risco de ver seus históricos de serviços prestados a população se desfazerem completamente em fumaça se não houver uma resposta que esteja acima das questões políticas e à altura do que se exige.

Creio que somente a liberação de recursos para a construção de um Hospital Regional em Canindé, ao que parece, se constitui na única saída para que os cidadãos eleitores não tenham motivos justos para demonstrar seu profundo repudio aos representates políticos nas próximas eleições. Reconhecendo as justas exceções, está dado o Alerta! ... 

André Noronha Brasil
Formador de Opinião
Acadêmico de Administração em Gestão Pública
Universidade Federal do Ceará UFC.


ALGUMAS DAS PRINCIPAIS JUSTIFICATIVAS TÉCNICAS
Para Sustentação de Abaixo-Assinado Regional
-----------------------------------------------------------------------------------

Construção do Hospital Regional dos Sertões de Canindé
Justificativas e Fundamentações Técnicas



CANINDÉ, as virtudes da Cidade da Fé...

É o município mais identificado cultural, econômico e social da Região do Sertão Centro Norte do Estado do Ceará por reunir todo ano mais de dois milhões de romeiros cearenses e nordestinos na maior romaria franciscana das Américas no Santuário de Canindé.

CANINDÉ dispõe de uma poderosa rede de comunicação do Sertão Central: 

Rádios AM: Jornal de Canindé / Rádio São Francisco / Rádio Vanguarda de Caridade; Rádios FM: Santa Clara / Líder / Aquarela; Blogs: Internet, Jornais Impressos. A comunicação entre pacientes e familiares em toda a Região de Canindé é quase que imediata...

CANINDÉ dispõe de uma mega Infraestrutura em Abastecimento-Energia-Serviços. 

Se destaca pela posição Estratégica, Infraestrutura, Hidrografia e recursos hídricos, Energia, Transportes, Hotelaria, Batalhão de Polícia Militar, Delegacia Regional e Municipal de Polícia Civil, Zona Eleitoral, Instituto Médico Legal, INSS, Praça Comercial reunindo o maior número de parâmetros para atender o maior número possível de uma população dos municípios de Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti e General Sampaio e municípios do Maciço de Baturité e localidades de estreita proximidade com a região dos Sertões de Canindé.

CANINDÉ possui espaço geográfico "contínuo". 

A Cidade de Canindé é cortada pela BR 020 e CEs 257 se constituindo ainda no ponto de incidência da CE 456. A rodovia federal BR 020 cruza as principais rodovias estaduais formando um segmento contínuo e pavimentado. Compare abaixo os acessos a Sede do Município de Canindé:

Transporte: Número de Linhas e disponibilidade de Horários são Determinantes

A cidade de Canindé possui o maior número de “linhas” ligando diretamente a maior parte dos municípios do Sertão Central a municípios de outra regiões com linhas direto para os destinos. É preciso, então, considerar antecipadamente as variantes que se relacionam para pesar as vantagens e desvantagens que serão suportadas pelos habitantes das localidades que serão afetadas diretamente na mudança do deslocamento em busca do Hospital Regional do Sertão Central. 

CANINDÉ dispõe do mais completo sistema de transportes intermunicipal. 

Só para citar: a Viação Princesa dos Inhamuns realiza o Transporte de Passageiros atendendo as Cidades de Fortaleza, Maranguape, Caucaia, Caridade, Paramoti, Itatira, Madalena, Santa Quitéria, Boa Viagem integrando Quixadá, Aiuaba, Arneiroz, Canindé, Tauá, Tamboril, Parambú e Pedra Branca. Conclusão: Liga as cidades mais extremas dede a Capital Fortaleza o Sertão Central e os Inhamúns.


Confira os acessos diretos que tornam a Cidade de Canindé um ponto de incidência estratégica para acolher a Construção de um Hospital Regional a população regional podendo ser facilmente acessada em linha reta pela BR 020 por se constituir em Eixo Central entre Fortaleza – Sertão Central – Sertão dos Inhamúns (Espinha Dorsal do Estado do Ceará cruzada por variadas rodovias estaduais e federal): 

Entroncamento CE-277 (Liga PARAMBU) 
Entroncamento CE-187 (Liga Marrecos)
Entroncamento BR-404/CE-176/187/363 (Liga TAUÁ) 
Entroncamento BR-226 (Liga Santa Cruz do Banabuiú) 
Entroncamento CE-265 (Liga Madalena - Quixeramobim) 
Entroncamento CE-366 (Liga Lagoa do Mato - Itatira) 
Entroncamento CE-456 (Liga CANINDÉ - Choró - Quixadá) 
Entroncamento CE-257 (Capistrano CANINDÉ Santa Quitéria) 
Entroncamento CE-162 Caridade 
Entroncamento CE-253 (Campos Belos) 
Entroncamento CE-354 (Liga Itapebussu Maranguape)
Entroncamento BR-222 (Liga Caucaia - Fortaleza) 
Entroncamento CE-040 (Messejana) / - BR-020 - Contorno de Fortaleza

Canindé tem localização estratégica que permite o acesso direto entre qualquer localidade do Sertão Central para atender prontamente ocorrências que necessitam de atendimento de urgência da saúde. O tempo do deslocamento de feridos e pessoas em crítico estado de saúde é o fator determinante para se salvar uma em perigo de morte. 

A Cidade de Canindé é o destino mais direto e contínuo com o menor número de desvios possuido uma malha rodoviária que proporciona o menor tempo e a mais segura rota para a busca de atendimento médico de média e alta complexidade em face de sua localização geográfica se configurar em ponto de incidência que facilita a operação logística no transportes de pacientes de modo estratégico incomparável a qualquer outro município por mais privilegiado que seja num raio aproximado de 200 km de distância da sede da Canindé por ser a única que oferece acessos alternativos para a Capital e municípios do Maciço de Baturité, da Região do Sertão Central e dos Inhamúns pelas Rodovias Federais BR 020 – BR 404 e pelas Rodovias Estaduais CE 257, CE 277 – CE 187 – CE 176 – CE 363, CE 226 – CE 168 – CE 265 – CE 366 – CE 456 – CE 257 – CE 162 – CE 253 – CE 354. 

A BR 020 é um o acesso estratégico alternativo mais utilizado por quem se desloca para outras regiões do Estado do Ceará nos feriadões.

Canindé é a cidade mais conhecida e visitada do Sertão Central. O Número de romeiros presentes à Romaria de São Francisco no Maior Santuário Franciscano da América ultrapassa a soma de dois milhões de pessoas em sua maioria oriunda de todo o Estado do Ceará e do Nordeste Brasileiro. O culto religioso em Canindé é secular, ressalte-se, são aproximadamente dois milhões de romeiros somente na sua Romaria de São Francisco. Somam-se a tal demanda grandes demandas de romeiros nos feriados, finais de semana e datas comemorativas se constituindo em deslocamentos humanos sazonais variando entre períodos de grande movimentação na Cidade da Fé durante o ano inteiro.

Acolhida dos acompanhantes, familiares e amigos que compõem a população de municípios do Sertão Central quando necessitam se deslocar para buscar os serviços de saúde ou prestar apoio e solidariedade no Hospital Regional do Sertão Central é um diferencia de imposição que se inicia com o conhecimento completo de como se constituem as linhas e a quantidade de horários do Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros.

A Cidade de Canindé facilita e diminui os custos pessoais com o acesso em transportes além é óbvio, das despesas com estadia e alimentação daqueles que necessariamente irão acompanhar e visitar pacientes internados na unidade Hospitalar de grande porte. É imprescindível ressaltar que até para as pessoas que não possuem condições de suportar os custos de hotelaria para acompanhar seu familiares em internamentos hospitalares sabem que os abrigos mantidos pela Paróquia de São de Francisco sempre estão com suas portas abertas.

Motivos que apontam a prioridade para a construção de um Hospital Regional para atender os pacientes dos Municípios da Região de Canindé e Maciço de Baturité...

Observação: Os dados acima oram coletados na Campanha pela construção do Hospital Regional do Sertão Central em 2011 onde o contemplado foi o Município de Quixeramobim.
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Um comentário :

  1. A PRIORIDADE no momento deveria ser manter o que já se tem... O PROBLEMA enfrentado em todo país é a falta de recursos destinados à saúde pública, como a própria tabela do SUS (Sistema Único de Saúde) que está defasada (veja na internet a realidade da tabela do SUS) e a ainda a falta de sensibilidade e gerência dos governantes na atenção da saúde à população. Imaginemos a população sendo atendida com verbas de mais de 10 anos atrás. Tem que ser mágico ou fazer milagre para “se manter vivo”. Ou seja, há uma grande defasagem de valores que dificultam o alinhamento dos serviços prestados com recursos recebidos. ALÉM DO MAIS O SISTEMA TAMBÉM PADECE com a burocracia ou politicagem partidária que bloqueiam ou dificultam a destinação das verbas. TEMOS AQUI EM CANINDÉ UMA UPA (Unidade de Pronto Atendimento) que até então não chegou recursos do Governo para sua manutenção, embora já tenhamos acompanhado que a mesma foi aprovada para receber tais recursos. E o que acontece em quanto isso são dificuldades com material humano e medicamentos. A POLICLÍNICA também é outra realidade em Canindé, uma grande infraestrutura de atendimento, mas a obra ainda não foi concluída (se arrastando), e ainda veremos outro marasmo na obtenção dos equipamentos, recursos humanos, e verbas para manutenção. O NOSSO HOSPITAL REGIÃO SÃO FRANCISCO, se fosse bem assistido pelos Governos Municipal, Estadual e Federal, além da cidade vizinhas que dão pouca ou nem uma contribuição, teríamos uma outra realidade com a melhoria nos atendimentos e serviços. Os hospitais filantrópicos sem dúvida são um importante serviço prestado a comunidade (praticamente foram os primeiros a se preocupar com o povo), principalmente pela economia que se faz, já que o sistema de administração de gerência é voluntário, os recursos são bem destinados e acompanhados, pela contribuição de instituições religiosas que prestam um serviço social, e se fosse mantido pela gestão pública esses valores seriam triplicados. Isto é um fato. AGORA NOS PERGUNTAMOS: para que novos prédios ou estruturas físicas? Se não se pode manter nem o que já tem feito? Utopia... (cidadão canindeense) Obrigado pelo espaço C4 Notícias!

    ResponderExcluir

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias


Prefeitura

[Prefeitura][grids]

Ceará

[Ceará][list]

Nacional

[Nacional][bsummary]

Plantão Policial

[plantão policial][threecolumns]