Últimas Notícias

CANINDÉ: Governo retomará convênio

Crisóstomo é ligado à ONG
A organização Não Governamental (ONG) Instituto Vida Melhor voltará a receber recursos da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) do Ceará para construir cisternas no interior do Estado. Os repasses, de R$ 5 milhões, estavam suspensos desde maio do ano passado, após O POVO ter mostrado que o Vida Melhor é controlado por parentes e aliados do prefeito de Canindé, Celso Crisóstomo (PT).

A ONG contratou cooperativa para fornecer material de construção para as cisternas, a Procriar, que funcionava no mesmo endereço do Vida Melhor e era dirigida pela esposa do prefeito. Além disso, foi constatada incompatibilidade de endereços e estruturas precárias em entidades contratadas pelo Vida Melhor. Por isso, a pedido do Ministério Público de Contas (MPC), o TCE tomou medida cautelar de bloquear os pagamentos enquanto os órgãos investigassem os convênios.

A medida foi suspensa na última terça-feira pelo pleno do TCE. O secretário de Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, disse ao O POVO que tão logo a pasta seja notificada da decisão retomará o convênio para a construção de 4.348 cisternas nos municípios de Boa Viagem, Tamboril e Monsenhor Tabosa.


“O TCE fez auditoria em todo o processo. Encaminhamos todas as prestações de contas, os técnicos do tribunal visitaram todas as cisternas, e concluíram que o processo está todo regular”, afirmou Nelson.

Na Assembleia Legislativa, o deputado João Jaime (DEM), quem primeiro denunciou possíveis irregularidades nos convênios, lamentou a decisão: “Tem gente sofrendo e gente ganhando com a indústria da seca”. (Bruno Pontes)

Fonte Jornal o Povo, Foto IANA SOARES

Nenhum comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias