29 junho 2013

CADEIAS INTERDITADAS: Presos do Interior são trazidos para a Capital

Por ordem da Justiça, cadeias públicas foram interditadas e os presos trazidos para a Decap, causando superlotação
Sessenta presos foram transferidos, ontem, da Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), no Centro, para as casas de Privação Provisória de Liberdade (CPPLs) instaladas em Itaitinga e Caucaia, na RMF. Até ontem, 471 pessoas estavam presas nas delegacias da Grande Fortaleza, sendo 137 na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap).

Na tarde de ontem, 60 detentos que estava na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap) foram transferidos para unidades do Sistema Penal FOTO: NATINHO RODRIGUES

O diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE), delegado Jairo Façanha Pequeno, lembrou que estão na Decap muitos presos oriundos de cidades interioranas, que foram transferidos de cadeias públicas e presídios, cujas unidades foram fechadas por determinação judicial, como ocorreu nos Municípios de Canindé (97Km de Fortaleza) e São Benedito (332Km da Capital).

Jairo Façanha Pequeno, voltou a manifestar sua preocupação com o problema de superlotação nas delegacias localizadas na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

O diretor do DPE ressaltou que delegacias superlotadas representam alto risco de fugas, rebeliões e resgate de presos. "Essas situações representam risco para o policial civil e para o próprio preso", destacou.

Transferidos"Na última terça-feira, encaminhamos 110 presos para as unidades prisionais", lembrou o delegado Jairo Pequeno. O delegado salienta que seria necessário transferir uma média de 140 presos por semana.

Semanalmente, a Polícia Civil encaminha à Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) a relação dos presos aptos a seguir para a cadeia. A equipe da Coordenadoria do Sistema Penal (Cosipe) faz a triagem e encaminha a relação dos presos que devem ser transferidos, informando as respectivas CPPLs.

Apesar da situação complicada, Jairo Pequeno espera poder esvaziar as delegacias antes do fim do ano, quando deverá ser entregue pelo Estado o Centro de Triagem.


Delegado Jairo Pequeno, diretor do DPE, afirma que a superlotação gera risco nas delegacias FOTO: HELOSA ARAÚJO

Após a lavratura do flagrante, o preso será imediatamente encaminhado a esta nova unidade, de responsabilidade da Sejus.

Essa, na opinião do diretor do DPE, é a única forma de os inspetores exercerem a função de investigadores de crimes. Comas delegacias superlotadas, os policiais civis terminam fazendo a função de carcereiro.

TentativaNa tarde da última quarta-feira, cerca de 100 presos tentaram escapar da carceragem da Delegacia de Capturas e Polinter (Decap). Parte dos detentos serrou as grades das celas e quebrou vários cadeados. No entanto, os policiais que estavam de plantão ouviram um barulho estranho vindo da carceragem e, rapidamente, intervieram.

Dois dos presos foram identificados como envolvidos na tentativa de fuga. Eles foram retirados do xadrez, levados para o plantão do 34º DP (Centro), e autuados por crime de danos ao patrimônio público.

Fonte.: FERNANDO BARBOSA REPÓRTER do Diário do Nordeste.

0 comentários:

Postar um comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias

Copyright © C4 - Notícias de Canindé | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top