Últimas Notícias

Nelson contesta irregularidades nas cisternas em Canindé

O secretário declarou que as construções das cisternas existentes estão dentro da legalidade.


O Secretário de Desenvolvimento Agrário do Ceará (SDA), Nelson Martins, falou, nesta sexta-feira (3), para o site Ceará Agora, sobre a polêmica envolvendo as supostas irregularidades das cisternas no município de Canindé.

O político negou, durante a entrevista, as denúncias apresentadas e explicou passo a passo como é realizada a contratação das companhias para execução das Cisternas. Ele informou que realizou dois convênios, um no ano de 2010 e o outro no ano de 2012, além de comunicar que possui provas para comprovar a construção dessas Cisternas.

Nelson Martins declarou que as construções existentes estão dentro da legalidade. Ele garantiu ainda que, neste sábado (4), estará visitando as comunidades onde foram construídas as Cisternas, para averiguar a situação.

Antes da denúncia vinculada pelo o Jornal O Povo, nesta sexta-feira (3), o secretário informou que esteve reunido com o Procurador Geral de Justiça do Estado, Ricardo Machado para a apresentou todos os documentos ao Ministério Público.

O secretário finalizou a entrevista afirmando que possui todas as documentações necessárias para o funcionamento das Cisternas e que obedece todos os critérios da Lei.

Por: Larissa Uchoa confira o Áudio da entrevista no site Ceará Agora.

11 comentários:

  1. Senhor Secretário de Desenvolvimento Agrário do Ceará (SDA) as supostas irregularidades diz respeito aos tòpicos abaixo:
    "Instituto Vida Melhor funciona em box feito para lanchonetes 2) A Procriar, que recebeu R$ 3,1 milhões, funcionaria em residência humilde 3) No endereço onde seria a Liderança, que recebeu R$ 108 mil para a capacitação de pedreiros, fica a casa da sogra do secretário
    de Cultura de Canindé."
    O Senhor diz que possui toda a docmentação, então como explicar: " E, de acordo com dados da Receita Federal, a cooperativa Procriar não possuía Certidão Negativa de Débito (CND) válida no momento em que participou das licitações para o projeto. Mesmo sem o documento básico, obrigatório para a inscrição em licitações públicas, ela venceu o certame. Em 2010, o Vida Melhor ainda firmou outro convênio, dessa vez em R$ 2,6 milhões, para a construção de novas cisternas."
    e outro ponto: A questão da reportagem não é que as cisternas não tenham sido construídas e sim a forma do processo de licitação das empresas participantes e das pessoas envolvidas.
    Esse dinheiro que é investido nesses projetos é nosso, e devemos ter transparência onde foi aplicado,como e de que forma, nada mas justo do que termos respostas para dúvidas apresentadas nessas resportagem feitas em Jornal do porte de grande como o Jornal O POVO.
    Segudo reportagem feita por:
    Carlos Mazza, Jornal O POVO

    ResponderExcluir
  2. Concordo totalmente com Glailton Lopes,senhor secretário está desviando a atenção para lado de que as cisternas foram feitas e olha que boa parte destas cisternas estão deformadas; é bom mesmo o senhor verificar no próprio local a péssima qualidade das cisternas, em reportagem mesmo c4 mostra essas cisternas deformadas, será se as que estão deformadas já foram substituídas?
    Queremos respostas, não queremos sermos feitos de ótarios.

    ResponderExcluir
  3. balela e mais balela.

    ResponderExcluir
  4. VEREADOR RÔMULO!!! ONDE ESTÃO AS DUAS AMBULÂNCIAS COMPLETAS ATÉ COM AR CONDICIONADO, QUE O SENHOR TINHA CONSEGUIDO COM O GOVERNADOR PARA O GSU DE CANINDÉ? O POVO ESTÃO PRECISANDO PORQUE AS DUAS QUE TEM ESTÃO MUITOS SUCATEADAS, E A MAIORIA DOS DIAS ESTÃO QUEBRADAS. O GSU NÃO PODE PARAR ESPERANDO O SAMU. FAÇA VALER O NOSSO VOTO!

    ResponderExcluir
  5. pra que serve a ouvidoria da prefeitura, afinal de conta cadê essa ouvidoria!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! queria reclamar que fui muito mal atendida por uma funcionariazinha do recursos humanos da prefeitura, além de me tratar com indiferença, não dando ouvidos ao que eu queria, ainda me deixou esperando por horas por um simples documento. Se não sabe atender bem em uma repartição pública, então vá vender picolé. Deixou aqui minha insatisfação. Dayse

    ResponderExcluir
  6. protesto: SOU VENDEDOR DE PICOLES E TRATO MEUS CLIENTE SUPER BEM,A VERDADE E QUE OS FUNCIONARIOS DA PREFEITURA ESTAO ESPANTADOS COM TANTA MENTIRA TRABALHANDO 2 EXPEDIENTES , ALGUMAS PESSOAS COM REGALIAS , OS SECRETARIOS FRACOS E SEM CONHECIMENTO. VENDO PICOLE E ATENDO MELHOR QUE OS FUNCIONARIOS DA GESTAO DO FICHA SUJA.

    ResponderExcluir
  7. a ouvidora e a mulher do prefeito(ver portal da transparencia)PASMEL E OUTRO CRIME POIS BRASILEIRO NAO NATO NAO PÓDE TER CARGO DO PRIMEIRO ESCALAO. MAS AQUI TDO PODE , SO DEPOIS VEM A CHIBATA, AAA DEVE FAZ\ER PARTE DO ACORDO DELES

    ResponderExcluir
  8. RSRSRSRSRS....... OUVIDORIA?????????? CADÊ?????? ONDE?????? COMO??????? PROCURA A MULHER DO PREFEITO DAYSE, ELA É A OUVIDORA DA PREFEITURA.

    ResponderExcluir
  9. DAYSE, QUANDO FOR FALAR DO RH DA PREFEITURA CITE NOMES... TEM MUITOS FUNCIONÁRIOS LÁ... E CONHEÇO TODOS, DIGA QUEM LHE TRATOU MAL E EU DIGO SE É FATO!

    ResponderExcluir
  10. como vou saber se eles não usam crachás? Dayse

    ResponderExcluir
  11. Concordo com muitas sitaçoes acima feito por varias pessoas, mas descordo tambem de muitas tipo , dizer q as cistaernas estão deformada, iso não é papel da ONG que costruiu cuida das mesma,é dever do beneficiado.A gora o fato dessa Ong ter fraudado essas licitaçoes tem, que ser fiscalizada e tem que pagar por isso.

    ResponderExcluir

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias