28 maio 2013

Campanha de vacinação contra febre aftosa chega à última semana


Na próxima sexta-feira, 31, encerra-se a Campanha contra Febre Aftosa no Ceará. Realizada pelo Governo do Estado em parceria com os municípios, a meta é vacinar 93% do rebanho bovino e bubalino do Estado, além de imunizar 80% das propriedades rurais.

Em Canindé, todos os criadores de rebanhos de pequeno, médio e grande porte estão sendo convocados pela Prefeitura a realizar a vacinação. De acordo com a Secretaria de Agricultura e Recursos Hídricos do município, o mercado está abastecido de vacinas. “Há doses suficientes para serem vendidas no mercado, que podem ser adquiridas nos pólos de revenda”, explica o secretário Valdemir Amâncio. “Além disso, os produtores que sentirem necessidade de orientação podem procurar as unidades da Ematerce, da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri) e a própria Secretaria”, ressalta o secretário.

De acordo com Amâncio, os criadores estão sujeitos à fiscalização da Adagri e podem sofrer penalidades caso não vacinem seus rebanhos. “Há punições legais para quem não vacina. Além disso, rebanhos não protegidos comprometem o comércio de carne e leite no Estado, que fica impedido de vender para outros lugares. Fora o mal que um rebanho doente pode causar aos seres humanos através da contaminação”, conclui.

O secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, apela para que os produtores possam vacinar o rebanho o mais rápido possível. “Precisamos da parceria dos produtores rurais nesta campanha, pois atingir o índice de vacinação previsto vai permitir ao Ceará entrar na zona livre de febre aftosa com vacinação”, destacou.

De acordo com informações do Governo do Estado, a multa para quem não vacinar o rebanho é de R$ 15,20 por cabeça. Depois de vacinado o rebanho, os produtores devem procurar as unidades locais da Adagri, as Prefeituras ou os escritórios da Ematerce para declarar a vacinação.

A febre aftosa é uma doença contagiosa, causada por vírus de rápida multiplicação. O animal infectado apresenta feridas na boca, nos lábios, tetas e nos cascos. Os bichos também se afastam do rebanho, babam, não comem e não bebem água.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Agrário.

0 comentários:

Postar um comentário

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias

Copyright © C4 - Notícias de Canindé | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top