Últimas Notícias

Processo de Celso Crisóstomo na Pauta de Julgamento do TSE


Em consulta realizada à Pauta do dia 05/03/2013 da 13ª Sessão Ordinária Jurisdicional da Corte de Julgamento do Tribunal Superior Eleitoral é possível verificar que foi incluso para apreciação nesse dia os EMBARGOS DE DECLARAÇÃO OPOSTOS EM FACE DE ACÓRDÃO QUE PROVEU OS RECURSOS do RESPE Nº 28160, cujo assunto refere-se à impugnação ao registro de candidatura - registro de candidatura - rrc - candidato - inelegibilidade - rejeição de contas públicas - cargo – prefeito, tendo como Recorrentes: Ministério Público eleitoral e a Coligação Canindé em Mãos Limpas e Recorrido: Francisco Celso Crisóstomo Secundino. 





Portal C4 Notícias
Siga-nos nas redes sociais
Facebook – www.facebook.com/c4noticias
Twitter - @c4noticias 

7 comentários:

  1. Celso eu fiz até promessa pra vc ganha a eleição, mas hoje estou pedindo a Deus que vc seja punido pois estais sendo cruel e deshumano com os funcionários. coloque a cabeça o travesseiro e pense um pouco estais imitando o sr Ximenes filho que fui quem também massacro os funcionario com 2 expedientes.

    ResponderExcluir
  2. Antes até queria que o Celso ficasse também, para mostrar para as pragas de outrora que aqui a política ainda tem jeito, mas hoje desejo que ele saia, porque tenho parentes na prefeitura que estão passando necessidades com os cortes nos salários e as perseguições. Nunca vi isso, aumentar a carga horária e diminiuir os salários dos funcionários. Se fosse aumentar para dois horários, que pelo menos deixasse os salários. Na minha casa, perdeu 6 votos. Francisco Marcio de Sousa - Alto Guaramiranga

    ResponderExcluir
  3. Com Celso ou sem Celso no comando da prefeitura, que fique claro de uma vez por todas: o problema da cidade de Canindé não é exclusivamente quem esteja no comando, o problema é a parte da população que só quer vida mansa!! Srs. concursados, revejam o edital de seus concursos e reanalisem seus contratos e constatem que vocês foram contratados e admitidos para trabalharem 40 horas semanais, mais especificamente, DOIS PERÍODOS, e não apenas 30 horas. Sou apartidário, não torço por A nem por B, creio piamente na máxima: "Cada povo tem o governante que merece e que elege".

    ResponderExcluir
  4. Desde quando TRABALHAR = MASSACRAR ?! A cidade de Canindé só irá adiante quando pessoas como estas mudarem suas mentes e deixarem de querer moleza, tenho pena e nojo de quem acredita que é prejudicado porque está TRABALHANDO! O povo de Canindé não quer um prefeito que trabalhe e busque pessoas para trabalharem junto a ele, há pessoas que querem UM SANTO que estale os dedos e faça milagres através só de seu esforço, sem que ninguém derrame uma única gota de suor.

    ResponderExcluir
  5. se é 40 ou 30 não importa, o que é importante é vê o lado do servidor? Por que não horário corrido até às 14h? Essa de mandar olhar os cargos e vê seus horários soa como imposição sorrateira e sem cabimento. Então pra ficar melhor, toca fogo em tudo e começa do zero. Por que sei que muitos aliados desse prefeito estão trabalhando pela metade, e aí? Essa é a questão, uns tem direito e outros não?

    ResponderExcluir
  6. Moleza? Um senhor anônimo diz, porém essa vontade de que se trabalhe tanto não é para todos, pois alguns muitos contratados estão ganhando melhor que nós efetivos que SIM TRABALHAMOS e esses contratados do lado do senhor prefeito não são perseguidos como nós estamos sendo. Baixe o salário deles, tenham carácter

    ResponderExcluir
  7. o que é isso, só estamos com 64 dias praticamente e já estão reclamando.

    ResponderExcluir

Pedimos aos usuários que logo abaixo da caixa de comentários ao invés de anonimo, coloquem nome/url e coloquem a identificação a fim de comprovar seus cometários, é muito importante que vcs se identifiquem assim suas opiniões serão mais aceitas. Aos que persistirem no anonimato será feita a devida moderação nas palavras e afirmações comentadas.

Não utilizem palavras ou frases que ataquem ou agridam a outrem direta ou indiretamente, o portal C4 Notícias modera os comentários mas não se responsabiliza pelas opiniões deixadas por seus leitores.

att
Equipe C4 Notícias